Mundo em Paz e Silencioso

Em 1969,  John Lennon cantava Give Peace a Chance – que se poderia traduzir por –  Dê uma Oportunidade à Paz.

Tivesse eu o talento dele, faria  música pedindo Oportunidade ao Silêncio,  o fim da compulsão por barulho, o fim da televisão ligada por todos os quatro cantos desse mundo, vasto mundo redondo, o fim das pessoas gritando ao celular, dos cachorros mimados latindo a todo pulmão, entre outras barbáries ruidosas, já que  os búfalos (pessoas sem educação) têm criatividade ilimitada para causar incômodo por onde passam, ou pior, permaneçam.

Não sou músico, limito-me a umas frases:

  • Quem canta seus interlocutores espanta.
  • Não fazer barulho já é fazer muito.

Clique aqui, assista ao Vídeo Oficial de John e sonhe como seria doce um mundo em paz e silencioso!!!

2 pensou em “Mundo em Paz e Silencioso

  1. Tá dificil. E batidão nas praias? … nem as melhores e elitizadas escapam da maldição. No meu caso acho que já é sinal de velhice, amo o silêncio. Outro dia, eu num bar bebendo uma cerveja que você nunca beberia, parou um cego com uma sanfona (adoraria ler um dia uma tese de doutorado explicando porque cego adora sanfona…) ele encheu o fole e soltou: “Tenham pena de mim, disse a sanfona” – “Temos pena de você, responderam as teclas” – “Tenham pena de nós, respondi eu”. Fui prá outro lugar…

    1. Caro Clerson:

      Também não sou jovem e também tenho ojeriza à compulsão por música/barulho que assolou a humanidade.
      No caso do cego, coitado, ele está tentando sobreviver. Mas a compulsão por barulho/música é insuportável. Mandei email para o Haddad de S.Paulo, que postei aqui no Trombone, apontando problemas e soluções simples. Entre outros problemas, falo do barulho. Ele não se dignou responder. Se quiser ler, clique

      Abraços

      Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *