Burrice Infinita!

Agora há pouco, na vizinhança de casa, em Higienópolis, Zona Oeste de São Paulo, cara imenso, todo tatuado, camiseta regata;  a saber, sovaco de fora.

Na camiseta, escrito –  A N I M A L.

Não estou dizendo coisa alguma, é o próprio elemento, ou a camiseta, que afirma. Suponho que seja o cara , pois o QI do cara, por mais ínfimo que seja, supõe-se, é superior ao da Camiseta.  O que está escrito corresponderia a um crachá de identificação.

Domínio Público – A natureza limitou a inteligência, mas não limitou a burrice.

Black Friday – Complexo de Vira-Lata e Piadinha sobre Comércio/Comerciante

  • Notícias  na TV dão conta, segundo consumidores,  de que os preços aumentaram antes  para baixar um pouco agora.
  • Complexo de Vira-lata no nome – Black Friday.                                                                               Complexo de Vira-lata é o sentimento de inferioridade do Brasileiro em relação a Estados Unidos e Europa, “tradução”/definição livre minha do termo de Nélson Rodrigues. Quiser ler mais sobre Complexo de Vira-lata  em diversos setores,  clique aqui

Quanto ao primeiro tópico, piadinha já repetida muitas e muitas vezes a respeito do comércio/comerciante.  Lá vai:

O presidente da Associação Comercial encomendou para um escultor temperamental uma grande obra que representasse o comércio. O artista aceitou desde que ninguém visse o trabalho antes que estivesse concluído.

No dia da inauguração, toda a cidade reunida, prefeito, governador, rádio, tvs… Quando se retira a imensa lona que cobria a escultura, espanto total.

– Oh! – exclamou a plateia.

A escultura era uma imensa fila de homens nus, um atrás do outro, o de trás se encaixando no da frente.

O presidente da Associação Comercial foi tomar satisfação com o artista que explicou.

– O senhor não queria um trabalho que retratasse o comércio??? O comércio é isso, um querendo estrepar o outro!

O presidente indignado disse que aquilo era um absurdo e garantiu que ele mesmo era sujeito muito honesto.

O artista explicou.

– Exatamente, o senhor, o senhor é o primeiro da Fila.

Boa Black Friday a todos.  De minha parte,  eventualmente compro alguma coisa no supermercado que esteja faltando em casa e café na padaria.  Compras, compras?  Tô fora!

Arnaldo Cezar Coelho e Armando Marques

Arnaldo Cezar Coelho, em sua despedida hoje da função de comentarista de arbitragem da TV Globo, disse que o melhor árbitro do futebol foi o saudoso Armando Marques.

Sobre Armando Marques, dois episódios, ambos já postados aqui no Trombone.

Numa decisão por pênaltis, no Final do Campeonato Paulista de Futebol de 1973, entre Santos e Portuguesa, o Santos vencia por 2×0. Ele deu por encerrada as cobranças e o título para o Santos. Acontece que restavam dois pênaltis ainda a serem batidos e a Portuguesa, teoricamente, poderia empatar. Por conta desse erro, o título foi dividido entre os dois clubes.

Ah, sempre é bom lembrar os que conheceram e informar quem não viu Armando atuar.  Ele era famoso por ser muito enérgico e também por seus trejeitos delicados.

A propósito dessa característica, episódio divertido.

Amigo do aristocrata e grande costureiro Dener, que morava nas imediações do estádio do Pacaembu, Armando, sempre após apitar jogo ali, ia à casa dele para uma cerveja.

Em um desses jogos, provavelmente após algum erro acompanhado dos famigerados trejeitos, as arquibancadas gritam sem parar:

– BICHA, BICHA, BICHA!

O mordomo do amigo vira-se para o patrão e diz:

– Seu Dener, acho melhor eu já colocar a cervejinha do seu Armando no gelo!

Boa sorte a Arnaldo Cézar Coelho em suas novas empreitadas.

Dia da Consciência Negra – Frase e Piada

Existem aqui no Trombone alguns textos dos quais gosto muito e que postaria todos os anos, na época oportuna, mas não faço.

Não sei  porque  apenas abro exceção  para dois.  Um, às vésperas da Parada Gay e outro contendo frase a respeito do Dia Da Consciência Negra.

Acho legal a ideia de se ter um dia em homenagem aos negros. Sou a favor da emancipação das minorias e talvez o começo seja esse mesmo – um simples dia no calendário dedicado a esses grupos oprimidos. Mas a frase é bem legal, quem me passou foi o Saudoso Zé Rodrix.  Ele disse que a frase foi feita por um grupo de amigos, entre os quais um negro.  Lá vai:

“Inventaram UM dia da Consciência Negra só para deixar a negrada inconsciente o resto do ano”

Ocorreu-me também piada de domínio público a respeito do assunto.  Aliás, piada que brinca com a falta de consciência negra do mais importante ídolo do esporte. Lá vai.

Um negro  consegue driblar toda a burocracia; finalmente, é recebido por Pelé.   Com paciência e generosidade, Pelé escuta todos os preconceitos e discriminações de que o outro estava sendo vítima. Paternalmente,  Pelé tenta confortá-lo:

– Eu entendo bem o seu problema, meu filho.  Eu também já fui preto.

Sem querer lavar as mãos,  tanto a piada  quanto à frase não são minhas. Gostando ou não da frase, da piada,  do meu post, enfim,  mais uma vez,  este Trombone abre  canal para quem quiser se manifestar sobre o tema.

De qualquer forma, Feliz Dia da Consciência Negra para todos, sejam sua consciência e sua pele da cor que forem!