Arquivos da categoria: Televisão

Éder Jofre e Elis Regina, na Globo; Aqui, Dois Casos Legais

Logo mais, na TV Globo,  estreiam  Minisséries sobre Éder Jofre e Elis Regina, ambas em quatro capítulos.  Aliás, deveria haver muito mais teleteatros como esses – sobre nossas grandes personalidades e, principalmente, curtos – quatro episódios.

Dois casinhos, para não perder a oportunidade.

Amigo meu, cerca de vinte e poucos anos mais velho do que eu, sempre gostou de boxe.  Quando era jovem e estava no tablado, o  técnico disse que ele fosse treinar com aquele pugilista que estava no outro ringue.

O outro pugilista não deu um direto , deu um jabsinho, que desmontou meu amigo.  Nome do outro pugilista – Éder Jofre.

A respeito de Elis, posto abaixo novamente  o texto, cujo título é:

ELA ME DEU UM BEIJINHO.

Lá vai:

Clóvis, amigo do meu pai, era arquiteto de bom gosto e elegância impressionantes.  Morava em uma casa térrea que ocupava quase um quarteirão inteiro,  atrás do Shopping Iguatemi, naquela época, década de 60, antes da invasão de prédios e a marginal se tornar o que se tornou, era  região bem tranqülia.  Detalhista,  mandou colocar,  próximo à janela do quarto do filho,  uma folha de zinco, salvo engano, para que a chuva produzisse som agradável  que embalasse  sono e sonhos do jovem. Havia dentro da casa um espelho d´água mágico.

Chris  Montez, cantor americano, ficou famoso mundialmente por regravar  The More I See You, música de sucesso de décadas anteriores.  Depois gravou Call Me e Suny.  Estava no Brasil, nessa época do auge da carreira.  Clóvis e Lúcia, sua mulher, ofereceram um coquetel para ele.  Embora eu fosse garoto, fui convidado.  Montes era a vedete da noite, mas havia outros artistas.  Entre eles, Elis Regina.  Naquele tempo não existia  o termo tietar, mas eu  estava firme sentado  ao seu lado acompanhando atentamente  tudo o que  dizia.

Elis terminou o primeiro prato de estrogonofe que o garçon havia lhe trazido, mas ainda estava com   fome.  Perguntou para mim se eu não podia pegar mais um pouco de estrogonofe para ela e recomendou que eu mesmo fizesse o prato porque queria bem pouco mesmo.

Quando volto, entrego-lhe o estrogonofe na medida certa para saciar aquele resto de fome, ela agradece:

– Ah, que bonzinho que você foi.  Merece até um beijinho.

E me deu o beijinho!!!

++++++++++++++

Ouça The More I See You com Cris Montes – Clique aqui

Ouça Atrás da Porta, do Chico,  na Emocionadíssima interpretação de Elis – Clique Aqui

 

Pode isso?

Há cerca de meia hora, na TV Cultura, atriz, diretora de teatro (não vou citar o nome), em entrevista, falou:

– “Fiquei fora de si”.

Pode isso, Arnaldo? Atriz, Diretora de teatro e, além de tudo, na TV Cultura? Aliás, trata-se de atriz/mulher  muito legal.

Quiser ler mais sobre erros de Português na TV, clique aqui –  são mais de trinta textos.

Felicidade Dinamarquesa Resistiria ao que nós Enfrentamos Diariamente?

No Globo Repórter de hoje, sobre a Dinamarca, locutor diz algo muito próximo a isso:

– Na Dinamarca, seja no Palácio, seja nas casas mais simples, há Felicidade”?

E se políticos, elite e judiciário brasileiros dessem as cartas por lá, será que essa felicidade sobreviveria?

Quem quiser responder, fique à vontade.

TV Globo, Sofisticadas Produções e Português Massacrado – 31/32

Há poucos minutos na Globo,  na série Os Dias Eram Assim”, personagem diz “Quando a gente pOder votar novamente”.  Enquanto escrevia essa nota, outra personagem diz:  “Não seJe ingrata.”

Quando a gente pOder e não seJe ?  Onde foi que toda a Equipe da TV Globo aprendeu português?  Se quiser ler mais  Massacre ao Idioma Português na TV Globo, clique aqui.  É inacreditável.

Apresentadora do Master Chef Substituída por Campainha de Celular. Era o que Faltava. Não Falta Mais!

Jamais fui daqueles que, para escrever sobre televisão,  começa com ” estava passando em frente à tv e vi tal coisa”.  Sempre disse que adorava o teleteatro da Globo:  A Grande Família; Toma lá, dá Cá; A Diarista, Sob Nova Direção, entre outros.  Quando assistia a alguma série da Globo, às terças, zapeava pelo Master Chef, da Bandeirantes.

Pois bem, ao chegar em casa, há pouco, no programa do Bial,  Ministro do Supremo Tribunal.  Não dá, né?

Fui para o Master Chef.  Era a Grande Final.

Ao invés de a apresentadora dizer qual foi a candidata que venceu, não.  Ela deu um celular para cada finalista.  A vencedora seria aquela cujo celular tocasse.

Mas é muita imaginação para imbecilidade!   A  Bela e competente apresentadora Ana Paula Padrão  perde  o posto para uma campainha de celular.

Como dizia  Ari Barroso, ao transmitir jogos de futebol:  jogar pra frente já é difícil e esse sujeito quer dar de trivela.

A sabedoria popular garante: a natureza limitou a inteligência, mas não limitou a burrice.

Uma campainha de celular substituir a bem remunerada apresentadora do Programa é de uma estupidez que não tem tamanho.

Caso se trate de uma jogada de marketing,  só dá para dizer  uma coisa:  mas que belo gol contra!

Morar Sozinho

Globo Repórter agora há pouco foi sobre pessoas que moram sozinhas.  Li alguns anos atrás   que cerca de um terço  dos domicílios eram de um único morador.  De acordo com o programa, a proporção não é tão grande.

Descobri  que para muitos acontece o mesmo que se passa comigo.  As pessoas  transformam seus bairros em cidades do interior.   Particularmente,  tenho uma turma  que toma café de manhã na mesma padaria e outra, que à noite,  bebe cerveja nas mesas da calçada de um bar , a cinquenta metros de casa.  Aliás, terminado o programa fui para o bar e informado de que amanhã haverá churrasco no prédio de um dos frequentadores.

Meu carro, como escrevi  em outro texto,  parece fazer parte da estrutura da garagem, de tão raro que é ele não estar ali na minha vaga.

De acordo com o programa,  imensa maioria   mora sozinho por vontade própria.  Um rapaz contou que depois que saiu da casa da mãe, a relação deles melhorou muito.   Um casal está junto há muito anos, mas, cada um em sua casa.

Abaixo frases minhas sobre o assunto:

  • Sartre:  “o inferno  são  os outros”.  Millôr:  “mas o céu também”.  Um era  filósofo; o outro,  humorista.
  • Dizem que um homem cujas camisas estão sempre com botões faltando tem dois caminhos: ou se casa ou desquita.  Meu pai não queria  desquitar e aprendeu ele mesmo a pregar botões.  Não quero me casar  e  arranjei uma boa empregada.

O Horário Político é Ótimo!

Eu adoro o Horário Político Gratuito.

Hoje, pude assistir ao Jornal da TV Bandeirantes.  Durante o Horário Político, sossegadamente,  tomei banho e pude  ver o  Jornal Nacional desde o início.

Tem ou não tem serventia o Horário Político?

Quiser ler três microcontos sobre políticos, em seguida, dessa observação que sempre faço:

Não tenho saudades da Ditadura, entretanto esses políticos…

Isso posto, lá vão:

O   meu, o mais fraquinho – 119 dígitos.

O candidato só teve um voto.  Quem não conhecia, não conhecia.  Quem o conhecia é que não votou nele de maneira alguma.

Fernando Vasqs:

Título: “Latidos”

“A Velhinha vê novela, o cachorro late no quintal. Intervalo, propaganda política. A velhinha grita:
– Cala a boca, cachorro!”

Para concluir:

André Luis Gabriel – Como já foi dito,  vencedor do  Primeiro Concurso de microcontos Salão de Humor de Piracicaba, em 2011.
Título: “ In Memoriam”

“O político morreu, virou estátua. Agora são os pombos a prestar-lhe justas homenagens”.