Lugares que Não Conheci, Mas Amanhã tem Coisa Boa na Paulicéia, Não da Semana de 22, Mas do Século 21

Bordéis, cabarés não vivi isso, mas tenho saudades.  E o Bataclã, então, Prostíbulo  sofisticado da última versão da novela Gabriela na TV Globo.  As meninas, coisa do outro mundo.   Além das mulheres, o clima era mágico.  Só por esse clima, já valia qualquer coisa.

Lamento ainda não ter vivido a época do João Sebastião Bar, do jornalista Paulo Cotrin, por onde passaram diversos artistas brilhantes, como Jorge Mautner.

Tinha 18,19 anos quando o Cave fechou.  Fui uma única vez.  O Cave era o lugar onde, usando imagem de Juca Chaves, os meninos maus das famílias boas  iam se encontrar com as meninas boas das famílias más.  Certamente o Juca não disse isso em relação ao Cave, especificamente, mas sim sobre cabarés.

Se eu que sou eu, que se lembra da Copa de 62 no Chile, peguei isso de raspão, certamente a grande maioria nem saiba que tudo isso tenha existido.

Não é rima, menos ainda solução, mas para matar as saudades disso que não vivi, amanhã vou ao Bordel Poesia, o Sarau mais Sedutor da Cidade, concebido e comandado pelo escritor, ator, performático, multi-artista, enfim Ricardo Kelmer.

Tem de tudo, dança, música, poesia, teatro, vídeo e o palco está aberto a quem quiser se apresentar, apresentando o que quiser.

ATRAÇÕES ESPECIAIS, MAS LEMBRANDO QUE O PALCO ESTÁ À DISPOSIÇÃO

– Homenagem: Janis Joplin
– Lançamento: Fluxo-verso, livro de Mariela Mei

Serviço: Começa às 20 horas, no : Artilheiros Bar (rua Mourato Coelho, 1194 – Vila Madalena – São Paulo-SP)
Couvert: R$ 8. Cobrado na conta, para quem ficar após o início das apresentações no palco (21h).  Estacionamento perto.  Próximo às estações Faria Lima e Vila Madalena do Metrô.

Quiser conhecer a Página do Bordel Poesia no Facebook, clique

Quiser ver apresentações de Ricardo Kelmer no Youtube, clique2

Quiser saber sobre os legendários Cave e João Sebastião Bar

Clique Cave  Na verdade, fala da noite dessa época  em geral, não especificamente do Cave.

Clique João Sebastião

E amanhã, Bordel Poesia, não se esqueçam!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *