A Sóbria Pastora, Filha dos “Doidões” Pepeu e Baby Consuelo, – Choque de Gerações e Historinha para dar Risada!!!

Reportagem de hoje na Folha de São Paulo, com direito à chamada na primeira página, mostra  Sarah Sheeva, filha de Baby Consuelo e Pepeu Gomes, que se tornou pastora de prestígio com uma legião de seguidoras.  Na noite da última terça-feira, quase três mil mulheres foram assistir às suas pregações contra as “cachorras” e o sexo antes do casamento.  De roupas absolutamente sóbrias,  a bela  Sarah, diz que, depois de ter sido ninfomaníaca, está há dez anos sem sexo e nove sem beijar.  Curioso é que sua  doutrina prega a abstinência do sexo antes do casamento, mas depois…. depois pode tudo!!!  Uma seguidora diz: “Agora, sexo lá em casa é de manhã, de tarde  e de noite. Voltei para casa uma princesa.  Meu marido adorou!!!” (as últimas  exclamações são por minha conta!!!)

Isso me faz lembrar alguns episódios. Há mais de vinte anos, Baby uma filha adolescente (tenho quase certeza, que se trata dessa moça) um outro filho adolescente e um outro filho bem pequeno  foram ao programa do Jô.  Baby estava vestida com roupas muito loucas e o filhinho  era uma miniatura de Pepeu, salvo engano, até com cabelo pintado!!! Baby só falando loucuras.  Os filhos mais velhos, ao contrário, estavam com roupas absolutamente sóbrias, expressavam-se muito bem e não abusavam de gírias.  O máximo o contraste entre Baby, o pequeno e os dois adolescentes.

Acho que é aquela velha teoria de que uma geração contesta a anterior.  Pais caretas têm filhos “loucões” e vice-versa.

Voltando aos filhos mais velhos da Baby e Pepeu.  Eu pensei na ocasião mais ou menos o seguinte: é lógico que esses jovens têm que ser ajuizados.  Se eles não segurarem a onda, eu duvido que a Baby e o Pepeu vão se lembrar de comprar pão, leite e essas coisas prosaicas…

Aliás, achei curioso, o Jô, que havia escrito uma vez um artigo na Veja exatamente sobre essa coisa de uma geração sendo o oposto do que foram os pais, não ter explorado mais o tema.  Na ótima crônica do Jô, lembro-me bem, ele contava o episódio de um jovem “careta” indignado com as atitudes doidonas do pai.   O pai diz assim:

– Deixa sua mãe voltar de Katmandu para onde ela foi com a amiguinha dela que eu vou contar tudo isso para ela!!!  Você vai ver!!!

O jovem diz qualquer coisa e quando faz menção de que vai embora  o pai fala:

– Quer ir embora, pode ir, mas deixa R$ 100 para o velho aqui!!!

Agora, passagem minha com Baby e Pepeu.

Fins da década de 70 ou começo da década de 80.  Jornal “O Trabalho” (leia-se Libelu pós universidade), que sempre contou com minha simpatia, na USP e depois, promove  show em  teatro em rua absolutamente deserta na Vila Mariana,  com Baby e Pepeu para arrecadar fundos.

O brilhante Paulo Moreira Leite abre a noite com seus empolgadíssimos discursos de sempre contra o Regime Militar.  Termina o discurso e anuncia Baby e Pepeu.

Ela entra no palco e já vai logo dizendo:

– Eu não concordo com nada do que esse cara falou.  Eu sou da cosmocracia.  A integração com o cosmos. Repetiu que era de correntes místicas e que discordava de tudo o que foi dito.

Ora, se não concordava, por que aceitou fazer o show???

Pois bem, terminado o show, um dos organizadores me pergunta se eu poderia levar a Baby e o Pepeu para o Hotel.  Comentei com ele que levaria para ajudá-lo, já que não gostei nem um pouco da atitude dela.  O organizador me apresenta para os dois e diz que lhes daria carona de volta..  Pepeu ainda pergunta que carro eu tinha.  Disse que era um Opala.  Ele fala:

– Que ótimo,  vão caber todas as minhas guitas* no porta-malas!!! (obs:Guitas são guitarras, para os íntimos)

E a Baby, posando de estrela, fazendo charme para uma jornalista que queria  marcar entrevista com ela e deixando claro que a coisa ia se prolongar muito até ela resolver ir embora.  Falei para Baby  se apressar porque eu estava com sono e me levantava cedo no dia seguinte.  Pois não é que ela pegou na minha bochecha e falou se divertindo:

– Que bonitinho… ele tá com soninho….

E continuou lá, fazendo charme, enrolando e toda hora me caçando com os olhos  para ver se a carona ainda estava disponível!!!

Sem mais nem menos, fui-me embora.  Até hoje não tenho idéia como Baby, Pepeu e suas guitas  daquele lugar deserto conseguiram chegar ao hotel!!!

+++++++

Assista ao vídeo do culto Sarah clique aqui

Agora veja o Contraste – Vídeos de Baby, mãe da Sarah – Clique aqui e vá abrindo cada um

Vídeos de Pepeu, Pai da Sarah – Clique aqui

1 pensou em “A Sóbria Pastora, Filha dos “Doidões” Pepeu e Baby Consuelo, – Choque de Gerações e Historinha para dar Risada!!!

  1. Templo é dinheiro! Simples assim.
    +++++++
    Caro LM:

    Não sei se é isso. Não sei mesmo. Pode até ser.
    De qualquer forma, puxando a brasa para a minha sardinha, achei curiosos os fatos/aspectos sobre os quais escrevi.
    Abraços
    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *