Celular Proibido nos Bancos – Proibição Precisa Ser Ampla, Geral e Irrestrita

O meta-aborrecimento de estar na fila do Banco e ter de agüentar  o vizinho  batendo papos ao celular está com os dias contados.  Lei estabelece multa de R$ 2.500,00 para quem for apanhado usando o aparelho, ainda que para receber mensagens de texto.  Tem aquele blá-blá-blá de sempre: prazo para agências se adaptarem,  colocação de cartazes informando a existência da lei.   Bem, mas a lei está aí.  E como o órgão sensível das pessoas é o bolso,  pelo menos dentro de agências bancárias,  estaremos livres de ouvir conversas que absolutamente não interessam a quem quer que seja.

O que precisa mesmo é impor ao celular as mesmas restrições que foram impostas ao cigarro em lugares públicos.  Onde não pode cigarro, não pode celular.  Em ambientes fechados, celulares só deveriam ser permitidos dentro de cabines para esse fim. Pronto. E Ponto.

Aliás, em alguns restaurantes americanos o uso do celular já é proibido.  Escrevi a respeito.  Que quiser ler  Clique aqui

Quando a lei antifumo completou um ano, também postei  texto expondo a maneira como deveria ser regulamentado o uso de celular. Quem quiser ler Clique aqui

É curioso observar que a proibição do celular em banco foi determinada apenas por questões de segurança.  Respeito ao direito do cidadão que deseja sossego sequer foi levado em conta.  A velha história: aquilo que as mães, pais ensinavam para os filhos  que a liberdade deles ia até onde começava o direito do próximo,  foi absolutamente invertido.  Hoje a liberdade é irrestrita e ilimitada e o cidadão fica cada vez mais privado de seus direitos básicos, como, por exemplo, não ser importunado por gente gritando ao seu lado.

1 pensou em “Celular Proibido nos Bancos – Proibição Precisa Ser Ampla, Geral e Irrestrita

  1. Outro dia,estava no Banco do Brasil na zona sul de São Paulo,e perto do boca do caixa,para retirada de dinheiro,quando olho em direção da sala de auto atendimento do banco,um individuo falando ao celular e gesticulando para todos os lados.Eu fiquei super preocupado e lembrei da pegadinha(saidinha de banco).Eu fui até os seguranças do banco e relatei o ocorrido,onde eles se infomaram com o gerente,de que em São Paulo,não tinha lei para proibição de uso de telefone celular em bancos e que só em algumas cidades do interior a lei estava vigorando.Eu achei um absurdo e durante alguns minutos eu fiquei preocupado se eu não tinha perigo de ser assaltado por aquele elemento que continuava a falar no celular.Foi duro aguentar aquela cena no banco,sem eu poder fazer nada e sem ninguém poder me ajudar a falar para aquele cidadão parar de falar ao telefone celular.Depois de muito tempo o infeliz sumiu,mas eu fiquei com bastant medo de ser assaltado.
    Espero que não só em São Paulo,mas em todo o Brasil a lei,seja cumprida e tenhamos mais segurança nos bancos a partir da nova lei.
    ++++++
    É isso, caro cícero.
    Abraços
    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *