Filme Meia Noite em Paris – de Woody Allen – 100 minutos de Pura Magia e Encantamento

Falei para meu amigo  Tato Fischer, super hiper multimídia, já há muito tempo, antes mesmo de surgir o termo, que havia achado o máximo o último filme de Woody Allen, Meia Noite em Paris.  Ele ainda não tinha ido, mas disse que um  conhecido seu  não gostou nem um pouco.  Obviamente que isso não mudou em nada minha opinião.  De qualquer forma,  ao ver ontem estampadas no Guia da  Folha as palavras do crítico Inácio Araújo, fiquei satisfeito.  Diz ele: “Um filme quilômetros a frente de todo o que foi lançado neste ano”.

Quilômetros à frente e 100 minutos mágicos de imenso prazer garantidos.

Suponha que você seja um profissional  bem sucedido na área de esportes, por exemplo,  e adore jogar futebol.  Ou ainda, para mostrar a abrangência do filme, você é um profissional bem sucedido e tem um hobby bem próximo, porém  mais artístico,  ao seu ramo de atividade.  Para facilitar,  vamos permancer no primeiro exemplo.

Você à noite está caminhando de madrugada  pelos arredores do Maracanã no Rio de Janeiro,  um carrinho antigo passa ao seu lado.  Pára.   Você embarca.  Lá dentro estão Mané Garrincha, Jair da Rosa Pinto, Lêonidas da Silva. E você passa , de certa forma, a conviver com eles, e outros personagens famosos de suas épocas,  e com toda a magia que os cercava.

É mais ou menos o que acontece com o Gil, roteirista de sucesso de Hollywood que, enfadado com a mulher, o sogro e a sogra com os quais  passa uma temporada em Paris. Para piorar, ainda aparece um ex-namorado sabe tudo e persnóstico da mulher de Gil.   Gil  é também  escritor nas horas vagas e sonhava mesmo partir para a literatura.   Em um passeio solitário pela madrugada de Paris, uma alegre perua antiga estaciona ao seu lado.  Ele entra e, subitamente, é transportado para o mundo fascinante de Paris  nos anos 20 na companhia de Scott e Zelda Fitzgerald, Picasso, Gertrude Stein, Ernest Hemingway, Cole Porter, Matisse, Buñel.  Nessa viagem fantástica,   apaixona-se  por uma charmosa Modelo que teve caso com Picasso.

Veja o vídeo, sucinta amostra grátis.  No vídeo, já aparece também uma pequena ficha técnica.  Reparem que Carla Bruni, primeira dama francesa, tem participação especial no filme.

http://www.youtube.com/watch?v=1OHkPt3VjiM

Sabe com é computador??? Caso o link não entre (já está sendo corrigido esse problema na área técnica), copie e cole o endereço no navegador.  Vale a pena o sacrifício.   Aposto que se você gostar de cinema,  vir o curto  trailler, não vai querer perder o filme em hipótese alguma.

3 pensou em “Filme Meia Noite em Paris – de Woody Allen – 100 minutos de Pura Magia e Encantamento

  1. Maravilhoso o Trailler do Filme “MEIA-NOITE EM PARIS”.
    Realmente:Paris pela manhã é bela,á tarde é charmosa,a noite é encantadora;mas depois da mei-noite…È mágica…
    Assistirei na telona, o mais rápido possível.
    +++++++
    Cícero:

    Vá mesmo porque não dá pra perder. É mágico. O crítico que eu cito é irmão do José Luiz Araújo, que vc conhece.

    Legal colocar esse trailler, não é mesmo??? Acontece que, por capricho da Internet, levei o maior baile para conseguir. Consegui, mas nada me garante que consiga na próxima vez que eu quiser.

    Abraços

    Paulo Mayr

  2. Adorei seu comentário! Não assisti o filme ainda (é o primeiro da minha listinha, assim que puder…), mas passei várias horas conversando sobre ele, com amigos que foram e ficaram apaixonados. Tenho certeza de que o mundo mágico dos “escritores” entrou em contato com vc através desse filme. Lembra-se da carta retirada por vc no jogo da transformação (APTIDÃO)??? Pense com muito carinho sobre isso!
    Gd Abç
    ++++++++++++++++++
    Caro Manoel:

    Fico contente com seu comentário. Valeu.
    Abraço
    Paulo Mayr

  3. Paulo, adorei sua crítica! Acredito que ainda há muito o que comentar e elogiar sobre este filme, mas com certeza você conseguiu identificar nosso sentimento ao acabar de assistí-lo!
    É definitivamente ”um filme quilômetros a frente de todo o que foi lançado neste ano”, ou arriscando mais: a frente de lançamentos de vários anos anteriores!

    Um filme que sem dúvida, não se pode ver apenas uma vez!!
    Vida longa aos filmes como este, ao indescritível Woody Allen, a toda a magia e, porfim, para suas críticas! ^^
    Abraços,
    Luiza
    +++++++++++++++++++
    Luiza:
    Fico contente que vc tenha adorado. Falar sobre um filme maravilhoso desses é mto fácil e agradável. Legal também vc achar que captei o sentimento do espectador.
    Abraços
    Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *