A Bronca do Dunga Foi No Celular!!!

Recebo de amiga texto assinado por  James Pizarro defendendo Dunga. http://www.professorpizarro.blogspot.com/

Gosto bastante de futebol, entretanto, não sei avaliar com critério minimamente preciso o trabalho de um treinador.

Os fatos apontados por Pizarro comprovam boas virtudes do nosso técnico. 

Quanto ao tal episódio que todo mundo está comentando, salvo engano meu, eu assisti.  Dunga dava uma entrevista coletiva e um dos jornalistas presentes começa a falar no(ao)celular.  Pelo que percebi, não foi o que o jornalista falava no (ao) celular que provocou a irritação do técnico, mas sim o fato de ele bater papo no (ao) celular, sem se importar com o incômodo que causava.

Talvez não seja nada disso e eu tenha usado o episódio apenas para provar meu ponto de vista  que celular é mesmo uma praga.  Praga que eu, sem falsa modéstia, sintetizei muito bem em uma frase: 

O celular implodiu os preceitos mais rudimentares de educação.

Graças a Deus, não tenho.

6 pensou em “A Bronca do Dunga Foi No Celular!!!

  1. O Dunga viu quando o Escobar, repórter da Globo, balançava a cabeça enquanto ele falava que insistir com Luis Fabiano havia sido um acerto e que a imprensa pedia a substituição do artilheiro.
    Ele poderia pedir para o Escobar sair porque estava atrapalhando ao falar no celular. O que ele não poderia fazer e fez foi falar palavrões insistentemente desreipeitando todos os presentes e ao mundo. Essa conduta de falar palavrões numa entrevista formal da FIFA é inadmissível. A defesa do Dunga tem sido feita principalmente porque o repórter era da Globo.
    O Dunga não tem gabarito técnico nem postura para ser técnico da seleção brasileira. Só é o técnico porque após o fracasso de 2006 com Ronaldos, R. Carlos e outros não querendo treinar tomaram conta do Parreira e assim R. Teixeira contratou o Dunga um suposto disciplinador e linha dura para colocar o pessoal na linha.

  2. O Dunga tem muita similaridade com o Lula.
    Ambos são apedeutas, combatem a imprensa porque acham que ela faz críticas e assim é contra o Brasil e têm um bom retrospecto em termos de resultados.
    Tomara que o Dunga não vá para o segundo mandato.

  3. Falando de celular, penso que o bom senso tem de prevalecer quanto ao uso dessa tecnologia. Ao se reunir formalmente com alguém, frequentar cultos religiosos, cinemas e afins, desligue-o. Ao falar ao celular em público, procure ser rápido e discreto deixando resolução de assuntos para outra hora.
    Dependendo da profissão, hoje em dia é imprescindível o molecular. Quem pode e consegue ficar sem celular, parabéns, pois o bichinho nos aprisiona e faz com que a gente fique sob controle da mulher, da namorada, do chefe, dos clientes e por ai vai..

  4. Para o celular ser usado de maneira politicamente correta é importante saber quando desligá-lo ou deixá-lo no vibrador.
    Quanto a você não ter celular Paulo só demonstra sua esperteza pois assim evidentemente que você não recebe as chamadas mas as faz para quem tem celular.
    Com relação ao Dunga, penso que se ele jamais havia treinado qualquer time de futebol, como explicar sua contratação para dirigir o melhor time do planeta?
    Coisas de Brasil.

  5. Paulo Mayr!!!

    O texto que você recebeu de sua amiga,assinado pelo professor Pizarro,diz tudo sobre as atitudes do Dunga,Dar uma entrevista coletiva para todo o mundo com o calor dos Jornalista,querendo fazer perguntas polêmicas e pegar o fraco do Dunga(que é o nervosismo,não é facil para o treinador da seleção brasileira.Quem não queira participar da entrevista coletiva que se comporte,nada de desviar atenção da entrevista e falar ao celular.E quem quiser que o fala em outro lugar.
    Falar de Dunga,nós já pensamos no nervosismo dele que lhe caracteristico e o que podemos dizer:”Quem de vez em quando não fica nervoso que atire a segunda pedra,pois a primeira é do Dunga”.E para fechar o comentário repito a frase do professor James Pizarro que esta neste artigo:”DEIXE O DUNGA TRABALHAR EM PAZ”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *