É Tudo Descartável!!!

Descartável, como todos imaginam, quer dizer que se pode ou se deve descartar. Meu Aurélio Eletrônico até dá exemplo: Fraldas
Descartáveis.

O verbo Descartar, por sua vez, ainda de acordo com meu Aurélio, significa:

1) “rejeitar (a carta de baralho que não serve, devolvendo-a à mesa);
2) Pôr de parte, não levar em conta, afastar uma hipótese
3) Pôr de parte; deixar de usar ou jogar fora após o uso. Exemplo Dada a injeção, descartou a seringa; Descartou-se das lâminas usadas.
4) Livrar-se de pessoa ou coisa incômoda, enfadonha ou importuna: Exemplo. Tudo fez para descartar-se do repórter.”

Como se vê, Aurélio e sua equipe tiveram razoável bom senso ao dar exemplos: cartas inúteis no jogo de baralho, hipóteses que se demonstram infrutíferas, lâminas de barbear usadas, coisas e pessoas incômodas, enfadonhas e inoportunas, como nós jornalistas.

Acontece que a sociedade não tem esse bom senso e cautela, tornando tudo descartável, a começar pelas pessoas – enquanto fulano tá servindo, quer como amigo, companheiro de viagem, parceiro de negócios, empregada doméstica, beleza. Depois, descarta-se, lixo!!!

Quem não concordar com esse tipo de relacionamento pode e deve relutar, é muito saudável e edificante.

Mas quanto a coisas materiais, tudo aquilo que era considerado bens de consumo duráveis – automóveis, eletrodomésticos, computadores – até alguns anos atrás, virou descartável, tal qual fralda, fio dental e lâminas de barbear. Meu computador anda empacando. Meu técnico, sujeito oriental, econômico e de muito bom senso, foi taxativo:

– Seu computador tem 6 anos, tá velho, troque já.
Meu computador é ótimo, mas alguns programas recentes, necessários para ler documentos atachados em emails o sobrecarregam demais, tornando-o verdadeira tartaruga para todas as tarefas.

Lembro-me que quando tinha uns 17 anos, uma geladeira de casa foi trocada. Nos oito anos seguintes, acho que houve mais umas três trocas.

Quanto mais medíocre o povo e mais pobre, paradoxalmente, mais descartáveis e até perecíveis torna as coisas. Na Europa, freqüentemente se vêem carros com mais de vinte anos circulando pelas ruas. Por aqui, muitas pessoas despeitadas e invejosas cultuam o carro do ano como bem supremo. Famoso janotinha, após ter sido barrado em um grupo, foi para a Imprensa e botou a boca no Trombone:

– Enquanto eu ando de BMW (salvo engano meu) do ano, a maioria daquele pessoal tem carros com mais de 10 anos de uso.

Palito de fósforo, fio dental, amigos, computadores, carta de baralhos, carros que não sejam BMWs do Ano é tudo descartável!!!

Viva a mediocridade!!!

5 pensou em “É Tudo Descartável!!!

  1. Olááá =)!
    Andei lendo seus textos, e admirei demais seu talento com as palavras! É por exemplos como você, que um dos meus maiores sonhos é fazer jornalismo. =)
    Mas bom, concordo plenamente com o que vc colocou! A sociedade em que vivemos, no sistema capitalista que vivemos, não ajuda em parte alguma, a melhorar a situação do “fiquecomovelhobompraqueonovodamoda?”… uaheuae… é, a gente ri, mas a situação é crítica, a mídia é muito boa e linda, mas é através dela que valores inversos são impostos no mundo de hoje e pessoas sem opinião ou por falta de instrução e oportunidade, acabam rendendo-se a essa mania consumista. Claro que é bom comprar, mas não quando não se é tão urgente, ou quando você tem dois ou mais carros pra atrapalhar ainda mais questões ambientais!
    UFA!
    ahuehaeuaheuaheuae
    é isso =)
    Beeeeijo, e voltarei sempre, gostei muito do conteúdo e de toooodos os seus empregos! hauehuae ECA É %!@$&@#

  2. Viu só/? Vc. servindo de inspiração pra moçada? Que bom…

    P.S.: “atachada” Mayr?! Que palavra mais feia; pior que “entretenimento” ,”desbunde”,”pudenta”…hehehehehe

  3. Olá, Paulo.
    Mas é assim agora, quando você aprende a lidar com um telefone (antigamente servia pra falar somente, hoje só falta fritar ovo), instalam outro com + teclas e menus e o escambao. Haja neurônico. E as tvs e equipamentos domésticos???? Tomara que chegue um dia que vc. diga “liquidificador, bata umas maças, bananas, morangos e leve pra mim no terraço”. Aí tá na hora de vc. “descartar” aquele antigo, de 200o, lembra? Sem dó.
    Abs.

  4. E olha que tu só citou as coisas “materialmente” descartáveis. A política e a fidelidade política também são descartáveis; e pior que tirar a política, ou mudar o sistema, é só afirmar: podemos descartar quando não serve mais!
    Amigos são descartáveis, quando mudam; pais são descartáveis, quando podemos nos sustentar; conteúdo é descartável, pois nós temos beleza!
    E o tempo vai corroendo tudo o que é novo e superficial, por fora, assim como tudo o que se enraiza e não muda, por dentro.
    Enfim, acho que só nos resta…comprar do monte e descartar, quem sabe a gente pifa.

    http//caleidopizza.blogspot.com

  5. até as pessoas são descartáveis morrem
    e eles ainda usam os ossos como amostra
    no nina !!
    isso é um orror daqui apouco
    eles vão reciclar as pessoas também
    que pangea!!!!rssrsrs!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *