Picasso

O pintor Pablo Picasso, toda vez que ia ao mercadinho comprar comida para casa, pegava um papel de embrulho, fazia um desenho rápido e deixava para o dono, como pagamento. Jamais deu dinheiro.

Um dia, o dono, irritado, pega outro pedaço de papel, rabisca um barquinho e assina –           P I E R R E.

Depois de receber o  habitual desenho no papel de embrulho, o comerciante entrega “a arte” que fizera.

Picasso:

– O que é isso?

O dono do Mercadinho:

– O Troco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *