Não tem Limites

No meio da Tarde, pelos lados da Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo,  mulher comenta com amiga.

– Minha filha de 18 anos diz que não vai tomar vacina porque tem medo de agulha.

Continua ela:

– Mas na hora de encher o corpo de tatuagem, ela não teve medo.

A conversa não era comigo, não falei nada, mas lembrei-me de um dos bordões do Trombone, esse de domínio público:

A natureza limitou a inteligência, mas não limitou a burrice.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *