Aécio e Irmã. Que Inveja!

Não gosto de Tucanos (dos políticos, pois jamais vi um tucaninho ave pelas ruas da vizinhança), salvo honrosas exceções do passado.  E não gosto do Aécio.

Entretanto, morro de inveja da relação  carinhosa dele com a Irmã,  Andréa.

Em tempo, inveja é um sentimento bom.  Se alguém diz algo como: que inveja eu tenho do Mercedes daquele sujeito,  isso é legal, positivo.  Nocivo seria se o cara riscasse com um prego o automóvel do outro.

Ou seja, eu estaria sendo invejoso,  no mau sentido,  se propusesse uma troca ao político.  Quem me conhece sabe do que estou falando.  Aí não estaria riscando apenas um carro, mas sim dando uma navalhada dos pés à cabeça do senador!

3 pensou em “Aécio e Irmã. Que Inveja!

  1. Como diria um amigo meu se lesse este artigo: “Pé de pato, mangalô, três toques na madeira”. Não tenho inveja de quem não presta. Talvez não seja carinho; rabo preso é uma “amarração” eficiente. E como diz a música, no caso dos irmãos Neves: “Se gritar pega ladrão/ não fica um meu irmão”. Um abraço Mayr; ficou desaparecido muito tempo.

    1. Clerson:

      Sim, infelizmente, tenho escrito pouco aqui, apesar de escrever alguns textos que eu não posto no Trombone, mas deveria fazê-lo.

      Abraços

      Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *