Ordinarice e Imbecilidade Sem Limites

Teoria de domínio público diz que a natureza limitou a inteligência, mas não  a burrice.

Descobri há bastante tempo que, da mesma forma, existe limite para a educação/refinamento,  mas não para a barbárie.  Você pode imaginar pessoas educadas como os membros da realeza europeia.  Acima disso, é impossível.  A falta de educação, entretanto, é um poço sem fundo.

Na verdade,  em relação a praticamente tudo, o limite só há para qualidades positivas; para os defeitos, as “invirtudes”, não.

Conheço duas pessoas que provam essa teoria.

Uma delas é sujeito absolutamente idiota, em todos os aspectos; cada vez que o vejo, ele consegue se superar na idiotice que eu julgara ter alcançado o nível máximo.  E tenho certeza de que  conseguirá se suplantar sempre, até o fim de seus dias.

A outra, uma mulher.  A  cada nova atitude, novas palavras, novas posturas, a ordinarice (substantivo que deveria existir para designar a qualidade de ser ordinário) só faz se expandir para o infinito.

Para esses dois, não há limite de espécie alguma, nem para baixo, nem para os lados; coisa verdadeiramente impressionante.  Quem os conhece, talvez não tenha feito todas essas elucubrações,  mas, tenho certeza de que concorda comigo.

Como não sou obrigado a conviver com eles, sem problemas.  Azar dos parentes próximos e subordinados; já que não creio que esses tipos tenham amigos.   A não ser que o mau gosto de alguns,  ainda que muito poucos,  também seja incomensurável.  O mundo, com mais de sete bilhões de pessoas, a imensa maioria decente, e escolher esses tipos como amigos…

1 pensou em “Ordinarice e Imbecilidade Sem Limites

  1. Todos conhecemos esses tipos, mas vc tem razão.
    O melhor é tentar compreende-los, mas evitá-los é melhor ainda.
    Estas namorando?
    Dizem que 2014 será um bom ano pra casamentos; estou torcendo.
    Abraços
    ++++++++

    Caro Flávio:

    Obrigado pela força de sempre.
    Acontece que ninguém, exceto dois grupos, quer mais se casar.

    Abraços
    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *