Ponto e Vírgula

Para Alba Carvalho e Nilton Bustamante, queridos amigos.

Eu achava que não sabia usar vírgulas.  Aí o poeta Nilton Bustamante, querido amigo do Caiubi,  me apresentou para alguém é disse:

– Esse é o Paulinho das Frases, o homem que  coloca vírgulas com mais precisão que eu conheço.

Pois até aquele momento, tinha até uma frase para a insegurança que as vírgulas me causavam.

Lá vai:

– E as vírgulas, o que faço com elas???

Sai ganhando; já que   a desnecessária  insegurança “inspirou”  frase nova.

Algum tempo depois,  descobri que a coisa da vírgula é mais ou menos como a Música do Tim Maia:

– Vale tudo; só não vale separar sujeito de verbo e complementos nominais (substantivo de adjetivo, por exemplo; além de verbo e objeto).

Agora há pouco, escrevendo email para um amigo, sujeito meio temperamental, que anda bem sumido,   usei até um ponto e vírgula  e achei que ficou muito bem empregado.

Digo que estou à disposição para retomar troca de emails com ele, entretanto,  faço ressalva:

“Mas emails legais, sem cobranças; minha vida já tá muito estressante com a doença do meu pai e o inferno ….” (e digo para o amigo  o outro assunto que não vou repetir agora, para não me dar eventuais problemas extras e mais estresse ainda.)

Repetindo, acho que usei com perfeição o ponto e vírgula.

Ponto e vírgula, como todos  aprendemos, serve para pausas mais longas que uma vírgula e mais curtas do que o ponto.

Para você conhecer mais, peguei no Google a explicação de Sabrina Vilarinho, graduada em Letras.  Colo abaixo o que explica Vilarinho e ao final, deixo frase excelente da Amiga Alba Carvalho.  Mas não vale pular logo para a frase da Alba;  tem que aprender,  na verdade recapitular,   primeiro o ponto e vírgula.

“O ponto e vírgula não tem função nem de ponto final e nem de vírgula, mas é um intermediário entre eles. Ou seja, não há pausa total, nem breve, mas uma moderação entre as duas.

É usado:

Para separar itens em uma enumeração (comuns em leis):

Art. 1º A locação de imóvel urbano regula-se pelo disposto nesta Lei.
Parágrafo único. Continuam regulados pelo Código Civil e pelas leis especiais:
a) as locações:
1. de imóveis de propriedade da União, dos Estados dos Municípios, de suas autarquias e fundações públicas;
2. de vagas autônomas de garagem ou de espaços para estacionamento de veículos;
3. de espaços destinados à publicidade.

Observação minha.  Acima é o uso burocrático da coisa. Aliás, em termos de burocracia; o ponto e vírgula também é usado para separar os ítens de um considerando. Volto para explicação da Vilarinho que nos presenteia com belo trecho de Rubem Braga.

Para apartar orações coordenadas muito extensas ou que já possuam vírgula:

“Às vezes, também a gente tem o consolo de saber que alguma coisa que se disse por acaso ajudou alguém a se reconciliar consigo mesmo ou com a sua vida; sonhar um pouco, a sentir uma vontade de fazer coisa boa.” (Rubem Braga)

Pode vir ainda substituindo a vírgula, a fim de se ter uma pausa um pouco mais longa. Isso acontece antes das conjunções adversativas (contudo, mas, porém, entretanto, todavia):

1. Quero sair mais com você; pois um casal precisa ter boas amizades.
2. Amanhã é dia de prova; porém não comecei a estudar ainda.

Talvez não seja fácil, sobretudo os dois exemplos exatamente acima,  mas também ninguém será tachado de nada ruim, caso se engane na colocação de um ponto e vírgula; a não ser, é claro, se, não satisfeito em separar com vírgula sujeito de verbo, verbo de objeto e complementos nominais, ainda se dê ao “desrequinte” de usar o ponto e vírgula.

++++++++

Muita teoria que você já leu, mais do que merece a perspicaz frase da minha Amiga Alba Carvalho.  Como se vê,  uma jornalista  que sabe das coisas.

“Sou uma mulher que usa o ponto e vírgula.” Alba Carvalho

E eu também tenho outra frase, que, pelo jeito não faz sentido,  já que suponho usar com certa propriedade o Ponto e vírgula.  Não me lembro a redação exata, mas é próximo disso:

“Ponto e vírgula???  Isso existe mesmo???

4 pensou em “Ponto e Vírgula

  1. Sempre aprendemos de tudo neste Blog…Bocanotrombone.Meus parabéns pelos maravilhosos posts e mensagens de todos os assuntos.Agora,podemos aprender o significado do ponto e da vírgula.Sempre ficamos mais inteligêntes e aprendemos mais nesta página de muita cultura e variedades.
    +++++++

    Caro Cícero:

    Já disse, elogio de amigo não vale.
    Mas agradeço a força de sempre.
    Grande abraço

    Paulo Mayr

  2. Reitero o que o Cicero disse, com ponto e vírgula.
    ++++++

    Caro Júnior:

    Vc e o Cícero são os mais fiéis leitores que tenho. Sou muito grato a vcs dois.
    Muito obrigado pelo apoio de sempre.

    Abraços

    Paulo Mayr

  3. Estimado amigo Paulinho

    Parabéns pelo seu texto, sempre com a alma daqueles que observam as entrelinhas da vida…

    Quanto ao ponto e vírgula, quem sabe podemos comparar à indecisão das relações humanas: termina-se da boca pra fora; mas sempre dá a oportunidade para continuar o que não se quis deixar…

    Beijos,
    Nilton Bustamante
    ++++++

    Nilton, querido amigo:

    Obrigado pelo elogio.

    Certamente o ponto e vírgula ainda a função que vc indica.

    Em tempo, não respondi ontem pq estava com problemas técnicos para trabalhar no blog. Acho que o Henrique Alves escapou das minhas teclas (tô me achando, né???).

    Como eu disse no outro texto, nós no ponto e vírgula e meu conhecido de mais de 60 anos, ainda na pré-alfabetização. Lógico que se fosse um coitado, eu não teria escrito o que escrevi, mas trata-se de nego bem metido. Quiser ler, clique

    Beijos

    Paulinho das frases

  4. Gostei da aula
    Vou ter mais cuidado com o que escrevo
    abraços
    ++++

    Caro Flávio:

    Quem sou eu para dar aula pra você, o grande mestre???
    De qualquer forma, o que eu queria ler mesmo era seu comentário a respeito desse outro texto.. Nós na sutileza do ponto e vírgula e o cara ainda não aprendeu a ler de carreirinha, como dizia Zeca Diabo, personagem de Lima Duarte no Bem Amado.

    Abraços

    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *