Parada Gay – Historinha Engraçada

Véspera da parada gay,  dia de contar historinha engraçada que aconteceu comigo.   Todo ano eu repito aqui no Boca.

Lá vai:

Parada Gay, alguns  anos atrás. Desde a primeira, fui a algumas edições. Som legal, muita alegria e, além de tudo, não custa nada prestigiar. Lembro-me quando queriam bater o récorde mundial de público. Além do som, havia a meta a ser cumprida. Fui até mais para fazer número e ajudar no récorde, que acabou mesmo sendo batido.

Pois bem, em uma das vezes, de dentro do carro, perto da Rua Cubatão, onde, segundo meus cálculos, deveria estar a marcha naquele momento, pergunto para um grupo de gays que vinha caminhando se o pessoal ainda permanecia pelas redondezas. Eles me informam que a marcha já devia ter chegado ao ponto final, na República, onde seriam encerrados os festejos.

Pensando em voz alta, lastimo. Um deles consola:

– Não desiste, não. Corre lá, quem sabe cê ainda não arranja um namoradinho!!!

Divertindo-me muito, nos dias seguintes, contei para todo mundo o episódio.

2 pensou em “Parada Gay – Historinha Engraçada

  1. A televisão não mostra tudo, esse pessoal quer respeito, mas em plena luz do dia eles fazem coisas que deveriam fazer em quatro paredes.
    ++++++

    Caro Júnior:

    Pois é, mas deixa eles se divertirem. O que eu queria mesmo é contar a história que me aconteceu, que eu repito todos os anos.

    Abraços
    Paulo Mayr

  2. Oi,Paulo!Muito boa a sua história.Mas a pergunta que não quer calar:”Chegou a tempo?”.Abraços.
    +++++++++++++

    Márcia:

    Legal vc ter gostado. Fico contente Aconteceu em uma das primeiras paradas gay e todos os anos eu coloco no Blog.

    Se a pergunta não quer calar, eu respondo. Cheguei a tempo de ver, mas não arranjei namorado, já que gosto das moças, digo, jovens senhoras, compatíveis com minha faixa etária.

    Abraços

    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *