“Eu Não Consigo Entender Sua Lógica” e Olha Que Me Esforço

Agora há pouco, passando a pé pela rua Benjamin Egas, travessa da Pedroso de Morais,   onde fica o colégio Fernão Dias, em Pinheiros,  dois carros de polícia e vários moradores de rua por ali.  Sem tumulto, sem qualquer problema.  Aí uma das moradoras de rua diz que tinha que parar de conversar e depois continuaria o papo.  Detalhe: falava ao celular.

Sempre me intrigou pessoas simples na rua tagarelando ao celular.  Pelas minhas contas, e pela minha conta telefôncia, toda vez que preciso ligar para um celular, pago R$ 1,00 por minuto.  Já me explicaram que os celulares dessas pessoas são  pré-pagos, que é  de olá para olá,  de timtim pra timtim, que é de morto pra morto e sei lá mais o que; entretanto,  se eu já tinha dificuldade de entender, a moradora de rua deu um nó na minha cabeça  e também na minha parca capacidade de fazer cálculos financeiros, tá certo que não sou nenhum ministro da economia…  Mas, como cantou Caetano, na belíssima música Muito Romântico, eu não consigo entender sua lógica…  se já não conseguia entender antes, a partir de hoje então…

Como prêmio e para relaxar de tanto absurdo, ouça Muito Romântico na fabulosa interpretação de Roberto Carlos, Clique aqui

Aliás, a respeito dessa música, tenho outro episódio muito mais legal.  Prometo contar.

3 pensou em ““Eu Não Consigo Entender Sua Lógica” e Olha Que Me Esforço

  1. Don Pablito, vc não deveria estar surpreso com a moradora de rua.
    Se fosse em qq outro país seria surpresa, mas estamos no Brasil!!
    Aqui, os verdadeiramente pobres são raros; a grande maioria não passa de simples vagabundos.
    Na África e Ásia os pobres morrem de fome, aqui não.
    Aqui morrem nas brigas de bandidos envolvidos com o tráfico e nos pancadões de fim de semana.
    ++++++++++++

    Caro Flávio:

    A coisa será tão simples assim???
    A mim me espanta morador de rua ter celular!!!!
    Talvez me espante porque eu levo a vida a sério. Raramente compro algo a prestação, aliás faz décadas e só gasto o que eu posso gastar. Se o dinheiro acaba antes do mes, fico em casa.
    Abraços

    Paulo Mayr
    Abraços
    Paulo Mayr

  2. Se vc é assim, então não é verdadeiramente brasileiro.
    Nós, os legítimos brasucas, vivemos o dia de hoje, gastamos no que gostamos e pouco nos importa o futuro.
    Se não podemos pagar as prestações, não pagamos.
    E se o Coringão ganhar do Boca hoje, vamos comemorar com muita cerva, dormir alta madrugada, e amanhã providenciaremos um atestado médico para apresentar no trabalho na sexta feira!
    A vida é curta e urge aproveitá-la enquanto pudermos!
    Saravá!!!
    +++++++

    Caro Flávio:

    Não concordo com essa história de que brasileiro é vagabundo. Acho que já lhe falei sobre isso.
    Abraços
    Paulo Mayr

    1. claro que falou!
      Vc é um patriota e admira tudo que é brasileiro ou latino.
      Não compartilho sua opinião mas a respeito.
      Abraços
      ++++++
      Caro Flávio:

      Aí empatamos, pq também não compartilho sua opinião, embora a respeite.

      Abraços

      Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *