Jobim Votou no Serra e o General Enganou o Colunista Social

E o ministro Jobim,  da presidente Dilma, votou no Serra.  Legal o próprio Jobim confessar.  Mas é   Curioso!!! E  faz lembrar  história  engraçada de mil anos atrás.

Resvata de Narmida, famoso colunista social,  começou a fazer contas.   O papel aceita tudo, a calculadora também.  Pensou:  ao longo desses quarenta anos já fui paraninfo em  mais de quinhentos  bailes de debutantes.  Cada baile, cinquenta moças. Cinquenta maridos, e cerca de 150 filhos eleitores. Por baile!!!   Às contas, com calculadora, naturalmente, já que o número é astronômico:  25.000 debutantes, 25.000 maridos de debutantes, 75.000 filhos (as) de debutantes eleitores.  Pronto, só aí são   150.000 votos.  Tô eleito.  Vou ser o mais votado.  Candidatou-se.

O general presidente que tinha a fama de não ser muito esperto, no dia da eleição, ao desembarcar, declarou solenemente:

– Vim para São Paulo para votar no meu amigo Resvata de Narmida!!!

Pois bem,  Resvata não teve nem 10.000 mil votos.  Não se elegeu.  Na urna em que votou o presidente, não havia um único voto para ele.

Por essas e por outras é  que se diz:  eleição e mineração só depois da apuração!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *