Publicidade Babaca Transforma Complexo de Vira-Lata em Complexo de Pangaré

É impressionante como a todo momento nos deparamos com o Complexo de Vira-lata do qual falava Nélson Rodrigues para explicar a “inferioridade em que o brasileiro se coloca, voluntariamente, em face do resto mundo.  O brasileiro é um narciso às avessas, que cospe na própria imagem. Eis a verdade: não encontramos pretextos pessoais ou históricos para a auto-estima.” 

Particularmente discordo dele em relação à ultima frase.  Acho o Brasil, o brasileiro, nossa cultura fabulosos.   Mas sou exceção.   

Publicidade de um tal de Haras Larissa na primeira página do caderno Cotidiano da Folha de ontem deixa bem claro o  Complexo de Pangaré,  já que o produto é um haras. 

Em cima da propaganda que ocupa praticamente toda a página está escrito: Glossário do Haras Larissa.

A seguir,  sete fotos  e os terminhos em inglês:  Stable, club house, landscape, country Home, cottage, manor house e charm. 

Quer dizer, o freguês precisa de um dicionário para decifrar tanta babaquice. Aliás, dicionário inédito, já que não há plavras, apenas fotos.

 Anos atrás, havia um restaurante  hiper/ultra caro, que era o templo do novoriquismo e breguice.  Elegante parente bem próximo meu  definiu bem a coisa e roubo sua idéia.  Disse ele:  “não bastaria você me pagar um jantar nesse lugar, precisaria também me fornecer um disfarce, porque teria vergonha de ser visto.”

Roubando a idéia, se por qualquer razão eu comprasse uma coisa babaca dessas, teria vergonha que ficasse em meu nome e até de ser visto no club house, landscpape, cottage…

1 pensou em “Publicidade Babaca Transforma Complexo de Vira-Lata em Complexo de Pangaré

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *