Motoboys Entre os Carros – Nova Lei, Velha e Boa Piada

O sério e triste  assunto Motoboys/insegurança  no trânsito volta ao noticiário. Lei  do Deputado baiano  Marcelo Freire Guimarães Filho (PFL)  quer proibir moto  de circular entre as filas de automóveis em movimento e também entre automóveis em movimento e o meio-fio.
Assunto sério, mas oportunidade para relembrar boa piada que já publiquei aqui.
Lá vai:

**********************

Mulher fica presa na privada e grita por socorro.
Solícito, o zelador aparece no apartamento.
Antes de o zelador entrar no banheiro, constrangida, ela pega o capacete do marido que estava  por ali e se cobre.
O zelador  a tranquiliza:
– A senhora pode ficar sossegada. Vou lá embaixo pegar as ferramentas, chamar um companheiro e vamos tirá-la daí. Agora o motoqueiro…, o motoqueiro já era.

******************************

A piada é ótima, mas o assunto é sério e muito complexo. Torço  para que se tomem providências eficazes para dar segurança aos motoboys/motociclistas mas para que, ao mesmo tempo, a vida dos motoristas não seja transformada em um meta-inferno de estar a passos de tartaruga em congestionamento e ter motoboys voando por todos os lados, exceto por cima –  (exceto ainda!!!)

3 pensou em “Motoboys Entre os Carros – Nova Lei, Velha e Boa Piada

  1. É váido proibir que as motos transitem entre os carros. Só falta um pequeno detalhe para essa lei valer: As motovias para que elas transitem com segurança dos próprios motociclistas.
    Já viu o que tem de motos na Marginal do Tietê?

  2. Esse assunto dos motoboys é complexo. Vejam que chegamos num ponto que se você bater o automóvel, por acaso ou azer, corre risco de vida. Imediatamente a “classe” vem toda contra você independentemente se você tem razão ou não. São, na maioria, pessoas que compram as motos com prestações de R$ 150 por mês e que querem fazer dinheiro com as entregas, rapidamente, pois quanto mais rápido,mais viagens fazem e mais ganham. Isso contrasta com os automóveis que precisam seguir sua faixa de direção e desviar dos malucos das motos. A fiscalização tem de autuar esses malucos e faze-los frequentar os cursos de direção defensiva regularmente.
    Muitos morrem diariamente em SP, todos os dias e se não fizermos algo logo, o caos no tânsito será instalado brevemente. Esse é um fenômeno relativamente recente no Brasil, talvez tenha carca de 10 ou 15 anos, mas preocupa muito pela escalada das mortes e violência no trânsito.

  3. Qualquer país civilizado proíbe a circulação de motocicletas entre os carros, por motivo óbvios. O Brasil, mais uma vez na contra mão, permite este absurdo. Motoboys “conquistaram” com milhares de carros arrebentados, pessoas feridas, e motoqueiros mortos, um espaço que simplesmente não existe. Entre carros há um espaço de segurança para que estes possam circular de forma segura. Quando um motoboy surge, este espaço é extinto, e desta maneira o risco de acidente e danos acaba inevitável. Tem que proibir sim, eles que se virem e procurem outra atividade. Da mesma forma que aqueles que vendiam linhas telefonicas e hoje se dedicam a outra atividade, os motoboystas que procurem o que fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *