Lei da Banana – Três receitas para comemorar!!!

A Lei da Banana, nome popular da lei que determina que bananas sejam vendidas por quilo nas Feiras Livres do Estado de S. Paulo, está em vigência a partir de hoje no Estado de S. Paulo.

Boca no Trombone, que adora meter a boca na botija, comemora  a data publicando  três receitas.  Para variar, sem a precisão que costuma marcar meus textos de gastronomia, culinária mesmo.  Mas acho que ninguém vai errar coisa alguma, já que são  pratos muito simples, porém deliciosos.

A manjadíssima banana a milanesa, com detalhe fundamental para que fique bem crocante por fora e derrentendo por dentro.
Em seguida, Banana na Meia Casca com Rum, Sorvete de Iogurte e Folhas de Hortelã , sobremesa que até parece mágica de tão simples e tão boa. 
Finalmente, Mineiro com Botas do meu querido e saudoso mestre Antônio Houaiss com um palpitinho deste discípulo.
Como foi dito, sem precisão, confiando na mão de cada gastrônomo iniciante ou avançado.

Banana a Milanesa (para acompanhar picadinho de carne moída, Baião de Dois, Arroz de Carreteiro, Peixe grelhado e outros pratos)

Ingredientes:

Banana Nanica bem Madura
Ovo – clara e gema misturados com uma colher de sopa d´agua
Farinha de rosca nova, de boa qualidade
Óleo para fritura que baste.
Álcool de cereal. – cuidado com o álcool.  Deixar longe do fogão.

Modo de fazer

Descascar a banana. Tirar as pontas.  Dividir em três pedaços.  Passar nos ovos misturados; passar na farinha de rosca. 
Por em uma panela o óleo e despejar – sempre longe do fogo – uma tampinha de álcool de cereal  O álcool de cereal deixará essa fritura e todas as outras bem crocantes. Esquentar bem o óleo.  Ter uma tampa por perto, caso a panela pegue um pouco de fogo por conta do álcool.  Fritar as bananas.  Ficam crocantes e bem macias. Uma delícia!!! Como foi dito, acompanha maravilhosamente bem :  picadinho de carne moída, Baião de Dois, Arroz de Carreteiro, Peixe grelhado.O picadinho, com uma  farofa simples, arroz , ovo frito, uma saladinha de alface, tomate e cebola  e a banana, naturalmente; o peixe grelhado, com arroz, a farofa e batata sauté com salsinha, e a banana, idem naturalmente, se constituem em primores do trivial brasileiro. Como dizem os masoquistas sem imaginação: Todos pratos pra comer de joelhos!!!
Observação:  O álcool de cereal pode ser comprado no centro da cidade próximo ao Fórum central em lojas de Essência.  Comprar o Álcool de Cereal que é vendido para produção de bebidas (licores).

++++++++++++

Banana na Meia Casca com Sorvete de Iogurte e Folhas de Hortelã

Ingredientes para uma  pessoa

Uma Banana da Terra
Açúcar e canela misturados
Uma ou duas colheres de Rum branco
Um macinho de folhas de hortelã lavado e seco para enfeite
Uma bola de sorvete de Iogurte.

Modo de Fazer:

Aquecer o forno.
Cortar as pontas da banana. 

Fazer um corte no sentido longitudinal no meio da casca.  Tirar a metade de cima da casca.

Dar pequenos cortes perpendiculares  na banana.
Colocar a banana em uma assadeira pequena
Despejar o rum.
Colocar a mistura açúcar e canela.

Levar ao forno médio até assar no ponto desejado

Montagem do prato:

Colocar em um prato grande a banana, uma bola de sorvete de iogurte natural e enfeitar com a hortelã.

++++++++++++
Mineiro com Botas do Ministro Houaiss com Pitada do Boca no Trombone/Botija
O Ministro, filólogo e formidável Gastrônomo Antônio  Houaiss tem – pelo menos  dois – livros de cozinha brasileira fabulosos.  Um deles, Magia da Cozinha Brasileira, eu não tenho.  O outro, Minhas Receitas Brasileiras, eu tenho, mas deve estar esgotado. Lá vai a receita dele para uma pessoa.  A sugestão de acompanhamentos, na verdade muito boa, é minha.

Ingredientes para uma pessoa:
Banana Nanica  madura
Um ovo mexido
Um pedaço de goiabada comum bem picado.
Uma fatia de queijo de Minas picado
Uma pitada de sal
Uma colher de óleo
Açúcar e canela misturados(para o final)
Um licor doce (para o final)
Detalhe do  do Boca.  Uma fruta azedinha para fazer contraste: morango em lascas, kiwi em rodelas, talvez cereja -natural, naturalmente!!!

Aquecer uma chapa de ferro no fogo.
Esquentar em brasa um pequeno espeto de ferro no fogo, na boca do fogão.

Modo de fazer.

Amassar com um garfo forte a banana. Misturar com a banana a goiabada picada, o ovo mexido, o queijo de minas e a pitada de sal. Amassar bem e misturar bem.

Por na chapa bem aquecida uma colher de óleo para não grudar. Por a banana misturada com os outros ingredientes – exceto açúcar, canela e bebida –  na chapa.  Cozinhar na chapa até derreter o queijo e cozinhar bem a banana.

Colocar  em um prato grande os morangos em lascas grossas , ou o kiwi em rodelas ou a cereja.  Ao lado, despejar a mistura de banana bem quente e dar a forma a  forma de um pão francês.  Salpicar com o açúcar e a canela misturados.  Com o ferro em brasa, queimar algumas vezes sobre o açúcar e a canela.  Colocar uma ou duas colheres do licor doce e usufruir muito. 
Puxando a brasa para minha sardinha, a minha  sugestão da frutinha azeda para contrastar é o máximo, não é mesmo???
Certamente essa sobremesa deve fazer parte com regularidade dos banquetes que o Ministro Houaiss  promove e organiza  lá no céu!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *