Limpa Trilho – “Remédio” milagroso para glutões!!!

Parte boa dessa época do ano: presentes, muita festa, muita bebida e  incomensuráveis comilanças.

Parte ruim:   Incomensuráveis e freqüentes sensações  de mal-estar no corpo e imenso arrependimento  n´alma.

Mas existe uma solução  com sugestivo nome: limpa-trilho. 

Trata-se de  coquetel para ser tomado após imersões em feijoadas, churrascos-rodízios  e quaisquer outras festividades  pantagruélicas  Como não sou sádico, naturalmente,  dou a receita ao fim.  Mas a historia da coisa  é tão legal e mostra com tanta clareza a eficácia da fórmula que não poderia ficar de fora.

Flávio Generoso – médico, amante   da boa mesa e mestre de coquetelaria -havia traçado naquele sábado caprichada feijoada. Ao chegar em casa, sua irmã telefona e informa que a tia do Interior estava em S. Paulo e que eles teriam de levá-la para jantar.  Ele tentou escapar, mas a mana não deixou.

No restaurante,  quando o  Maître perguntou o que iriam beber,  Flávio contou da feijoada e disse que estava ali apenas para acompanhar a família.  O maître falou que iria preparar-lhe um coquetel digestivo.  Resumindo: salvo engano ou traição da minha memória,  ele tomou a bebida; mudou de idéia e prazerosamente encarou o jantar.  Bem humorado,  com muita propriedade, Flávio batizou o preparado com o sugestivo nome de LIMPA TRILHO.

É coisa mágica!!!  Nocauteado por rodízio ou feijoada, é tomar o limpa-trilho e cogita-se firmemente em voltar para a mesa.  Pelo menos para uma fruta ou até mesmo um doce!!!

Lá vai a receita:

Ingredientes:

– Uma parte* de  Vinho do Porto Tinto
– Duas partes* de Fernet Branca (tem  que ser a Branca)
– Água Tônica gelada
– Gelo
– Rodelas de Limão.
* Obs –  Em coquetéis, a rigor, não existem doses,  menos ainda medidores.  Assim sendo,  falam-se em partes. 

Preparo:

Em um copo alto,  colocar duas rodelas de limão, quatro ou cinco pedras de  gelo.  Derramar uma parte de vinho do Porto; duas partes (o dobro do que se colocou de vinho) de Fernet Branca e completar com a Tônica gelada.  Misturar com a colher própria (bailarina – colher  bem pequena com cabo bem longo); tomar; voltar para a mesa e traçar a sobremesa.

Boas Comilanças.  Para os imoderados, boas comilanças e bons limpa-trilhos!!!

2 pensou em “Limpa Trilho – “Remédio” milagroso para glutões!!!

  1. “Bull-shot”,é mais tradicional e históricamente eficaz.
    ************

    Caro Lutz:

    Se você mandar a receita, será publicada.

    Abraços

    Paulo Mayr

  2. Prezado Paulo Mayr:

    Fiz curso de coquetelaria com o mestre Flávio Generoso há tempos. Vc sabe como posso localizá-lo?

    Abraço,

    Roberto
    +++++++++++
    Roberto:

    Mandei email para vc.
    Abraços
    Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *