MEIA-ENTRADA – FALTA BOM SENSO; SAUDADES DO PREFEITO FARIA LIMA

De 15.07.07

Donos de cinemas, teatros e casas de espetáculos travam batalha com a população a propósito do direito à meia entada.

Segundo ouvi dizer, até há alguns anos (não sei se ainda acontece), nos Estados Unidos, nos finais de semana, companhias aéreas faziam inteligente promoção. Havendo assentos disponíveis até determinado tempo antes da partida do vôo, eles eram vendidos por preços absolutamente irrisórios.

O raciocínio das empresas era simples. Assento de avião é o produto mais perecível que existe – a porta fechou, perdeu-se. Se for colocado preço – muitíssimo – promocional, a empresa tá no lucro. Cada pessoa a mais no vôo implica numa parcela “infinitamente ínfima” no consumo de combustível e até mesmo no serviço de bordo. De qualquer maneira, compensa.

No caso do cinema, a coisa é ainda muito mais óbvia. Em dias de semana, quando as salas jamais lotam, seria muito mais vantajoso para os empresários que houvesse x pessoas a mais – ainda que pagando meia – do que ter x pessoas a menos.

É hiper óbvio, mas e a GANÂNCIA !!! Vale a pena lembrar que, diferentemente do avião que terá acréscimo mínimo no consumo de combustível, mais pares de olhos assistindo à sessão não implicam em mais gastos. A não ser que os proprietários aleguem que sentar desgaste poltrona!!!

O prefeito Faria Lima determinava que alguns minutos antes de o espetáculo começar no Teatro Municipal se permitisse a entrada gratuíta de espectadores para que nenhuma cadeira fosse desperdiçada. Certamente era por esse tipo de atitude, entre outras inúmeras qualidades, que a população tinha por Faria Lima o mesmo carinho que dedica aos ídolos do esporte e da cultura de massa. Ao entrar em lugares públicos, inclusive restaurantes, os presentes faziam questão de se levantar e o aplaudiam demoradamente.

A propósito, excetuando-se o Suplicy, sempre visto caminhando nas proximidades do Shopping Iguatemi, você custuma encontrar algum político de hoje passeando ou fazendo compra entre meros mortais????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *