Arquivo da categoria: Piadas

Resistência do Material

Há pouco na TV, publicidade de aparelho para depilação  me fez lembrar piada  apimentadinha.

Sujeito tava com a menina, passa a mão naquela perna lisinha e pergunta:

– Raspou?

A moça:

– Não, depilou.

Continua, chega às axilas, também lisas:

– Depilou?

A moça:

– Não, raspou.

Chega à, como direi?, enfim, chega ali e, igualmente lisinha, lisinha.  Ele   pergunta:

– E agora, raspou ou depilou?

A moça:

– Gastou!

Nome Certo é Tudo

Suponho não ser pecado falar/escrever besteira às vésperas do  Natal.

Assim, lá vai1:

Cris de Souza Postou na facebook:

“A vida é um conto de fodas!”

Lembrei-me de piadinha ótima, com conotação agradável para a  palavra suspeita (talvez a conotação da Cris também seja boa).

Assim, Lá vai2:

O Português comprou um motel e colocou o nome de Nossa Senhora de Fátima.

Não precisa dizer, um fracasso.

Mudou o nome e vivia repleto, filas quilométricas.

  Novo Nome: MOTEL FADOS E FODAS.

Tá vendo? E o Argumento Definitivo

Casal na exposição de reprodutores.

Guia mostra o  cavalo quarto de milha e explica que ele cobre quatro fêmeas por semana.

A mulher para o marido:

– Tá vendo?

Mostra o trotador e garante que cobre cinco fêmeas por semana.

A mulher para o marido:

– Tá vendo?

Mostra o puro sangue inglês e explica que cobre sete fêmeas por semana.

A mulher para o marido:

– Tá vendo?

O marido:

– O que eu queria ver  é qualquer um desses dar uma  por  semana, todas as semanas,  com a mesma égua.

Piadinha Velha, Sempre Oportuna, Graças às Palhaçadas Dos Três Poderes

A propósito do nhem  nhem  nhem  judiciário/legislativo,  piada antiquíssima,  que vou  adaptar para os dias de hoje.

Todo o Congresso Nacional,  cúpula do judiciário e o Presidente da República no ar,  inaugurando o Gigantesco Avião KC 390, que, inclusive, pode ser aberto em pleno voo  e  permitir salto de paraquedistas.

O Presidente da República  comunica  que encontrou na rua uma nota de cem Reais e que iria jogar pela Janela e fazer a alegria de um brasileiro.

Depois de promoverem assembleias com seus pares,  as opções encontradas.

O Presidente do Congresso diz que o Presidente da República  deveria trocar em duas notas de cinquenta e fazer  a alegria de dois brasileiros.  A Presidente do Supremo argumenta que  ele deveria jogar dez notas de dez reais e fazer a alegria de dez brasileiros.

Em dúvida, o Presidente  da República  vai  para a cabine e pergunta ao comandante da aeronave o  que deveria fazer.

Ele dá a solução:

– O senhor deveria atirar  todos os senadores, deputados  e  os ministros do Supremo e faria a  alegria de 206 milhões de brasileiros.

O Presidente ia saindo da cabine e o comandante continua:

– E não se esqueça de saltar junto o senhor também.

Dia da Consciência Negra – Frase e Piada

Existem aqui no Trombone alguns textos dos quais gosto muito e que postaria todos os anos, na época oportuna, mas não faço.

Não sei  porque  apenas abro exceção  para dois.  Um, às vésperas da Parada Gay e outro contendo frase a respeito do Dia Da Consciência Negra.

Acho legal a ideia de se ter um dia em homenagem aos negros. Sou a favor da emancipação das minorias e talvez o começo seja esse mesmo – um simples dia no calendário dedicado a esses grupos oprimidos. Mas a frase é bem legal, quem me passou foi o Saudoso Zé Rodrix.  Ele disse que a frase foi feita por um grupo de amigos, entre os quais um negro.  Lá vai:

“Inventaram UM dia da Consciência Negra só para deixar a negrada inconsciente o resto do ano”

Ocorreu-me também piada de domínio público a respeito do assunto.  Aliás, piada que brinca com a falta de consciência negra do mais importante ídolo do esporte. Lá vai.

Um negro  consegue driblar toda a burocracia; finalmente, é recebido por Pelé.   Com paciência e generosidade, Pelé escuta todos os preconceitos e discriminações de que o outro estava sendo vítima. Paternalmente,  Pelé tenta confortá-lo:

– Eu entendo bem o seu problema, meu filho.  Eu também já fui preto.

Sem querer lavar as mãos,  tanto a piada  quanto à frase não são minhas. Gostando ou não da frase, da piada,  do meu post, enfim,  mais uma vez,  este Trombone abre  canal para quem quiser se manifestar sobre o tema.

De qualquer forma, Feliz Dia da Consciência Negra para todos, sejam sua consciência e sua pele da cor que forem!

É de se lastimar apenas que esse ano tenha caído no domingo e, assim, perdemos um feriado.

Hillary, Abra esses Olhões Azuis!

Eleições para Presidente dos Estados Unidos.  Hillary Clinton firme no páreo.  Bom momento para lembrar piadinha que correu os Estados Unidos, na época Monica  Lewinsky,   :

Instituto de pesquisa americano fez enquete para saber qual o percentual da população feminina  dos EUA transaria com Bill. 77% das entrevistadas disseram:

– Outra vez? Não…

Se Hillary ganhar e tiver que ficar horas e horas no  Gabinete dela  na Casa Branca, imagine o estrago que o maridão vai promover!

Há Quinze Dias, Shoppings já Estão nos Impingindo o Natal. Comerciantes Fazem Por Merecer a Piada.

Enfeites de Natal desde meados de outubro já estão pelos Shoppings.  O formidável Marcelo Adnet, em seu programa na Globo, fez comentário jocoso a a respeito.  Há algum tempo já escrevi e escrevo sobre isso.

Eu tinha um parente um parente, ótima pessoa, talentosíssimo na sua área de atuação, porém de humor muito instável.  Eu gostava muito dele e ele de mim, suponho.  Frequentemente viajávamos juntos.  Renata era o nome da mulher dele.

Em uma dessas viagens, no jantar, a jarra de água, próxima à mulher.  Seco, ele diz:

–  Renata, água.

Eu:

– Mas João, quantas sílabas pronunciadas em excesso.   Da próxima vez, fala apenas: Re, á.  Ela que se vire para adivinhar que você quer a água.

A respeito da decoração de Natal nos  Shopping assim  antes do tempo , vale o mesmo raciocínio.  Se é para montar em meados de outubro, por que desmontar em janeiro?  Como no caso do meu parente, é esforço desnecessário.

Piada oportuna a respeito do comércio, comerciante,   montes de vezes já postada aqui.

O presidente da Associação Comercial encomendou para um escultor temperamental uma grande obra que representasse o comércio. O artista aceitou desde que ninguém visse o trabalho antes que estivesse concluído.

No dia da inauguração, toda a cidade reunida, prefeito, governador, rádio, tvs… Quando se retira a imensa lona que cobria a escultura, espanto total.

– Oh!!! – exclamou a plateia.

A escultura era uma imensa fila de homens nus, um atrás do outro, o de trás se encaixando no da frente.

O presidente da Associação Comercial foi tomar satisfação com o artista que explicou.

– O senhor não queria um trabalho que retratasse o comércio??? O comércio é isso, um querendo estrepar o outro!!!

O presidente indignado disse que aquilo era um absurdo e garantiu que ele mesmo era sujeito muito honesto.

O artista explicou.

– Exatamente, o senhor, o senhor é o primeiro da Fila.

++++++++++++++++++++++++

Pois é, não bastassem as maracutaias concretas,  esses elementos  do comércio ainda nos impõem mais um  estresse absurdo.  Viva o Escultor, que tão bem retratou (ou seria esculpiu?) a coisa!

 

Vidros de Molho Inglês/ Azeite e a Faxineira; Severo Gomes, Nossa Elite e o Escultor Temperamental

Meu total desprezo e repugnância por esses produtores/importadores de azeite,  cujas aberturas dos vidros são verdadeiras crateras.  A eles e às suas genitoras,  dedico o texto abaixo, que escrevi há quase dez anos.

Lá vai:

Com todo o carinho, você preparou para seu namorado ovos quentes, – comidinha para depois do amor, dizia o poeta Vinicius. Aquelas bonitas xícaras, devidamente escaldadas, com um pouquinho de manteiga e sal, prontas para receber os ovos. Mesa posta, torradinhas ao lado, tudo perfeito. O toque saboroso fica por conta do molho inglês. Sentados à mesa, seu namorado gentil , ao inclinar o vidro para as quatro ou cinco gotinhas que realçam o sabor do quitute, derrama um monte de molho e assim se implode todo o romantismo.

Não é o seu namorado que é estabanado. É um absurdo inconcebível, provavelmente feito de propósito para se vender mais molho inglês. Isso acontecia com a marca mais famosa de todas. Revoltado e bom consumidor que sou, troquei de marca. A mesma coisa se repete.

Comentei com o importador da tal marca mais famosa e ele me disse que era assim mesmo. Mas eu duvido que nos Estados Unidos a embalagem dessa marca apresente esse problema. Aliás, desconfio de que não seja problema algum; por incrível que pareça, tenho quase certeza que é de propósito.

Conta muito antiga lenda da comunicação que um bando de marqueteiros estavam reunidos, fazendo mil conjeturas para vender mais determinado óleo de cozinha. A faxineira que estava limpando os vidros da sala deu um palpite:

– Por que vocês não fazem um furo grandão na garrafa?

E foi isso que ficou decidido!

Era famoso o open house que a Ziza promovia no almoço próximo ao Natal para comemorar seu aniversário.

Meu pai é homem preparado e inteligente, mas às vezes insiste em algumas generalizações absurdas. Ele adorava dizer que o povo brasileiro não prestava. Toda vez que ele dizia, eu explicava que o nosso povo era maravilhoso, trabalhador, bom. Argumentava:

– Bota um inglês ou um francês para trabalhar oito horas por dia e ainda ficar quatro horas no ônibus para ver o que acontece!

Pois bem, na casa da Ziza, meu pai se entusiasma e recita sua “definição definitiva”.

Vira-se para ele o Severo Gomes, contemporâneo dele de Faculdade, e diz:

– Hiram, não é o povo brasileiro que não presta. É a elite que não presta. Nós é que não prestamos!!!

Rindo ao seu lado, lhe disse.

-Cansei de falar isso pra você, lembra-se?

Comerciantes também são caso à parte e a piadinha do escultor é ótima.

O presidente da Associação Comercial encomendou para um escultor temperamental uma grande obra que representasse o comércio. O artista aceitou desde que ninguém visse o trabalho antes que estivesse concluído.

No dia da inauguração, toda a cidade reunida, prefeito, governador, rádio, tvs… Quando se retira a imensa lona que cobria a escultura, espanto total.

– Oh…!!! – exclamou a plateia.

A escultura era uma imensa fila de homens nus, um atrás do outro, o de trás se encaixando no da frente.

O presidente da Associação Comercial foi tomar satisfação com o artista que explicou.

– O senhor não queria um trabalho que retratasse o comércio? O comércio é isso, um querendo estrepar o outro!

O presidente indignado disse que aquilo era um absurdo e garantiu que ele mesmo era sujeito muito honesto.

O artista explicou.

-Exatamente, o senhor, o senhor é o primeiro da Fila.

O importador do molho inglês, junto com  os produtores/importadores de azeite, que ainda usam  a sofisticada técnica da faxineira do buraco grandão para vender mais, deveriam ficar alternando o primeiro lugar na fila com o Presidente da Associação Comercial.

++++++++++++++++++++++

Escrevi, conforme disse na abertura,  o texto acima há quase dez anos.  E a coisa só piora.  A cada ato/a cada empreitada,  a elite daqui mostra que o escultor da piada e o saudoso Ministro Severo Gomes  estavam  mais do que certos!

Hillary, Parabéns, Mas Abra esses Olhos Azuis…

Hillary Clinton é oficializada candidata à Casa Branca pelo  Partido Democrata.

Bom momento para se relembrar antiga piada.

Lá vai:

77% das americanas ao serem indagadas se fariam sexo com Bill, isso na época de Mônica Chuppinsky – digo – Lewinsky, foram taxativas:

– Outra vez, não!!!

Vai que o homem,  agora com mais tempo livre,  decida correr atrás da aprovação unânime da mulherada e parta para um repeteco!!!