Morumbi: Botar Abaixo, ou Deixar Sem Qualquer Espetáculo – Apenas para Servir de Exemplo de Como Não se Constrói Estádio

Assistir a jogos de futebol no  Morumbi é uma porcaria.  No Show dos Rolling Stones,  a sensação que se tinha é que, ao invés do grupo, e dos músicos  que os acompanham, no palco estavam cerca de dez ou doze (não dava nem para contar)  besourinhos coloridos.

Verdadeira afronta.  São-paulinos se jactam da imensidão daquela coisa.  Como já escrevi, se a Gisele, ao invés do 1,80 mts dela, tivesse 2,50 mts, seria um aleijão.   O estádio do Morumbi é um aleijão e uma afronta ao bolso/olhos e ouvidos do torcedor/consumidor.

Fui à apresentação dos Rolling Stones no Pacaembu, na década de 90,  uma maravilha!!!  Na época,  comprei o melhor ingresso.  De onde eu estava, até os Stones, em linha reta, deviam ser menos de 50 mts.  Dessa vez, no Morumbi, também comprei o melhor ingresso, e, calculo que tenha ficado a uns 300 metros da banda.

Historinha.

Meu pai foi subprefeito de Santo Amaro, indicado pelo Prefeito Faria Lima.    Imenso e obsoleto  abrigo de ônibus impedia que importante avenida fosse alargada.  Meu pai não teve dúvida.  Em um final de semana prolongado,  mandou botar abaixo o tal abrigo.  Isso aconteceu logo no início da gestão dele.

Jornal do Bairro deu Manchete:

–   Vândalos invadem Santo Amaro.

Meu pai foi avisar o prefeito Faria Lima de que viria chumbo grosso da oposição.  O  Prefeito para o meu pai:

–  Hiram, você fez muito bem, devia ter aproveitado e derrubado aquela estátua pavorosa do Borba Gato.

Meu pai disse que muitos no bairro gostavam da medonha estátua.

Pois bem,  suponho que não haja pessoa alguma de bom senso  (reitero, de bom senso) que goste do Morumby/de assistir a jogos/espetáculos no Estádio.  Assim,   dever-se- ia (perdão pela mesóclise – pronome no meio do verbo) botar abaixo aquela afronta ou deixar como símbolo de mau gosto e da ineficiência, sem que seja usado para coisa alguma.

Pensar que o Estádio do Palmeiras, com metrô ao lado,  foi concebido/levantado exatamente para que o público desfrutasse com conforto, sob todos os aspectos,  de partidas de futebol e espetáculos diversos.

Promover qualquer espetáculo (esportivo/cultural) no Morumbi deveria ser proibido pelo Código de Defesa do  Consumidor.

Se eu tivesse juízo, deveria prometer a mim mesmo (e, principalmente, cumprir) que jamais colocaria meus pés ali novamente.

Ir ao Morumbi,  de certa forma, é passar atestado de burrice.

2 pensou em “Morumbi: Botar Abaixo, ou Deixar Sem Qualquer Espetáculo – Apenas para Servir de Exemplo de Como Não se Constrói Estádio

  1. Mayr sou são paulino. Fui ao Morumbi quando o estádio tinha apenas metade do anel construído. Longe prá dedéu… Agora tá pertinho; minha filha mora há uns quinhentos metros. Vou a pé ver jogo quando estou em São Paulo. O estádio é e sempre foi horroroso; opinião que tenho desde adolescência. É ruim prá ver jogo, a pista de atletismo atrapalha e é inútil, mal construído, ainda é longe, prá chegar lá o trânsito é de matar. Tá cheio de razão Mayr. Já O Itaquerão (que inveja!!) é muito bom. Abraços

    1. Caro Clerson:

      Legal, homem de bom senso como você concordar comigo.

      Bom estádio para Shows (nunca fui, mas também foi feito pensando em shows) é o Estádio novo do Palmeiras.

      Agradeço os comentários, sempre com direito a discordar.

      Abraços

      Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *