“Tomara que Chova Três dias Sem Parar”

O óbvio: na situação pluviométrica* em que S. Paulo se encontra,  do 10 andar, onde moro, e estou agora,  só posso dizer que essa chuvada (como gostava de escrever Guimarães Rosa) é mais que bem-vinda.

Dá até para cantar marchinha de Carnaval – “Tomara que chova três dias sem parar…”

Gostaria de ir a pé ao cinema próximo, mas se não der,  sem problemas, fico aqui escrevendo, que é mais produtivo – digo, espero que os leitores do Trombone também pensem o mesmo.

Quiser conhecer  a marchinha de Carnaval Tomara Que Chova, com Emilinha Borba,   clique.  De quebra, singelo vídeo.

*Pluviométrico  – Adjetivo –  relativo à chuva.

2 pensou em ““Tomara que Chova Três dias Sem Parar”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *