Leitoa de Duas Patas, Mas que Patas!!!

Queria desvendar a sequência  do processo que acometeu conhecida minha.

Primeiro ela se tornou uma Leitoa de gorda e aí o Espírito e a Alma de Porco foram se instalando ou teria sido o contrário?

Hoje,  esse Espírito de Porco se espalha até o último poro de seu volume de cerca de oito arrobas de peso.

Em tempo, essas linhas não têm a mais ínfima intenção de denegrir a imagem de porcos e leitoas de quatro patas.

Aliás, braços, pernas, barriga e até a  cara  dessa leitoa conhecida minha são menos sutis  do que dos porcos/leitoas de chiqueiros e pocilgas.

++++++++++++++++++++

Sem falsa modéstia, acho que sou um cara versátil.  Antes de postar esse texto acima, um pouco  agressivo (risos), escrevi email absolutamente doce para minha namorada.  Como se vê, não vazou para cá uma microgota  do sentimento do email.

6 pensou em “Leitoa de Duas Patas, Mas que Patas!!!

    1. Caro Júnior:

      Você diz isso porque vc não conhece essa leitoa. Ela não vale nada.
      De preconceituoso meu texto não tem nada. Preconceito a pessoa tem sem conhecer a alguém e já definir. Eu conheço. Infelizmente!!!

      Abraços

      Paulo Mayr

  1. Concordo Paulo, é que eu acho violência essa coisa de denigrir uma pessoa pelo seu corpo, classe social e etc….te provoquei e você com elegância se comportou bem kkkk, abraço
    PS. Não quero conhecer ela, faça bom proveito ou mal proveito.

    1. Caro Júnior:

      Legal, fico contente que tenha sido uma provocação para me testar e que eu me saí bem.
      Já escrevi alguns textos sobre essa mulher a aqui no Trombone. Achei esse. Talvez vc se divirta, se não tiver lido ainda.

      Abraços

      Paulo Mayr

  2. Tenho a impressão de que sei de quem se trata.
    Seja compreensivo com ela, que deve estar sofrendo muito.
    Lembro-me de que vc teve compaixão de um assaltante que foi agredido; demonstre a mesma compaixão (Dê a outra face …) e desarme seu espírito e vc se sentirá melhor.
    Experimente
    Um grande abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *