Infinito Erótico

Hoje teve o menor slam de Poesia, poemas de até 10 segundos.  Se tudo der certo, faço post com os poemas apresentados pelos três finalistas.  De qualquer forma, já adianto aqui dois de Juliana Bernardo.

1. O primeiro poema erótico

a gente nunca esquece

++++++++++++++++++++++++++++

2. O infinito é uma ampulheta

esperando deitada

Quiser ler mais sobre o menor slam de poesia, clique. Vá aos próximos, entretanto, confirme o local e horário antes de sair de casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *