Vocabulário Pobre Até Para Xingar

Sujeito divertido,  marido da minha prima foi taxativo na terceira insistência do meu tio João para saber se ele estava gostando da cidade fundada pelo meu parente:

– É um dos 50.000 melhores lugares do Mundo!!!

Foi o que ele respondeu.

Às vezes, por questão de política de “boa vizinhança” familiar, tenho que ir à determinado lugar.

Esse lugar não está entre os 50.000 melhores  do mundo,  talvez esteja entre os 50 trilhões de melhores lugares.  Talvez…

Para se ter vaga ideia, uma das personagens, que está sempre nesses encontros,  é tão pobre, mas tão pobre, de espírito e também de vocabulário, que, até mesmo para xingar, o elemento dispõe de um único adjetivo.

Teria imenso prazer em fazer descrição de tudo isso com mais detalhes.  Entretanto, preocupa-me que alguma das personagens possa se identificar, e não estou em condições de assumir mais um abacaxi para descascar.

Se quiser ler mais sobre a personagem (a personagem, não quer dizer que seja mulher), clique – há dois episódios: o primeiro de dar dó;  o segundo, “de” dar risada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *