Campeões do Mundo de Futebol Ainda Precisam Confirmar O Título. Até Lá, São 2. Classe.

Parece que há um Baile todos os anos no final do Torneio de Tênis de Wimbledon para o qual são convidados os campeões daquele ano e apenas  os tri-campeões.  Tenho quase certeza que há uma festa nessa  época restrita aos Tri Campeões.  Em um dos anos em que o espetacular John McEnroe foi campeão, ele teria perguntado se poderia apenas bater o ponto no Baile e cair fora.  O promotor disse que ele nem precisaria ir se fosse muito sacrifício para o enfant terrible do tênis.   Sou fã de McEnroe e faço restrições às frescuras de Inglês, assim estou mais do que a vontade para elogiar os gringos.

É como se para eles o cara tivesse que provar que não foi por acaso que ganhou o cobiçado título.  O acaso se repetir duas vezes é difícil; três, impossível.

Nessa linha de pensamento, Inglaterra, Espanha e França,  para mim,  ainda têm muito que provar no futebol.  Na corrida espacial, em que os principais engenheiros e técnicos eram alemães, os Russos teriam dito:

– Os alemães dos americanos são melhores do que os nossos.

Em relação ao Futebol, a sensação que se tem (pelo menos eu tenho) a respeito  do “grande futebol europeu” é que os sul americanos e os africanos deles são muito bons.

Dor de cotovelo minha???  Acho que não!!!!  Basta olhar friamente e constatar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *