Antes, uma Sala, Praticamente Reservada, para o que Hoje se Faz aos Gritos no Meio da Rua!!!

No querido e saudoso bar/restaurante Spazio Pirandello dos igualmente queridos – e  saudoso – Antônio Maschio e Vladimir Soares, havia uma sala menor na frente que era menos  frequentada.  Todo mundo gostava de ficar na sala maior para ver o movimento e encontrar os amigos e conhecidos de bar.  Dizia-se que aquela primeira sala era para três coisas:

Começar a transa, transar a transa ou destransar a transa.

Há pouco, caminhando pela Alameda Barros,  em alto e bom som, a moça que estava meio metro à minha frente, pelo celular, é lógico,  dava o fora no namorado:

– Eu não quero mais saber de você, Caio. Vai  atrás de outra mulher.

Certamente o Caio também estava ao celular, no meio de um monte de gente, implorando para ela não ir ou mandando a dita cuja para a p.q.p!!!

Que saudades da elegância e sutileza dos tempos de Pirandello!!!

3 pensou em “Antes, uma Sala, Praticamente Reservada, para o que Hoje se Faz aos Gritos no Meio da Rua!!!

  1. Mas seu minino, não reclame. Loguinho vai ver casais começando ,transando e destransando – na rua.
    ++++++++++++++++

    Vasqs:

    Acho que nada me irrita tanto quanto o celular.
    Quiser ler, clique
    Obrigado pela força de sempre.

    Abraços

    Paulo Mayr

  2. Educação, elegância e sutileza devem ser prioridades em todo relacionamento não importando o teor dos mesmos,,,,relacionamento amoroso virou algo descartável,,,um papel velho onde existe uma historia, é amassado e jogado fora para dar lugar ao novo,,,que pode tornar-se velho em questão de dias,,,,é rumo ao coração cada vez mais vazio que caminha a humanidade,,,,,
    +++++++

    Luciana:

    É isso, elegância e sutileza em tudo, eu diria.

    Abraços

  3. Paulo, comecei a reparar a falta de educação com o uso do celular pelo seu blog, tem pessoas que entram em um determinado comércio falando ao celular e querendo ser atendida, afffff da vontade de explodir.
    ++++++

    Júnior:

    Que legal isso que vc me conta.
    Isso que vc relata é comum.
    Quem quiser ler textos no Trombone sobre Celular, clique
    Certamente aparecerá muita coisa repetida. De qualquer forma, dá para se ter uma boa noção do que essa praga está fazendo com o nosso dia a dia.

    Abraços

    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *