Engenharia e Arquitetura de Cardápio – Os Nomes Pomposos se Justificam. Novo Restaurante Promete

Recebo por email convite de Duílio Ferronato,  simpático e super multimídia conhecido meu para a inauguração de seu restaurante.  Formado em arquitetura  pela FAU,  ele já fez de tudo.  Foi para Londres, colheu tomates, melões e uvas em Israel e Grécia. “Ralou em  restaurantes” de Paris e ingleses, voltou para São Paulo,  mas caiu no mundo novamente como cozinheiro de navio.

Belo currículo, boto fé no restaurante.  Curioso apenas um detalhe.  Existe  engenharia de cardápio.  O nome é meio pretensioso mas se justifica.  Trata-se de estudo interno de restaurantes organizados para estabelecer a quantidade que sai de cada prato, o custo de cada prato e o lucro que se tem em cada prato.  Aí, os pratos recebem apelidos.  Prato que vende muito e dá pouco lucro, por exemplo, chama-se Burro de Carga.   Há o prato que vende pouco, dá lucro menor, mas tem que ser mantido, tinha nome de princesinha, salvo engano.  E assim vai.  Trata-se de estudo bem feito e o nome Engenharia de Cardápio  se justifica.  Curiosos são os apelidos que recebe cada prato.

Certamente esses estudos para montar o cardápio foram feitos em seu restaurante, mas ele foi além.  No convite, consta que ele próprio foi o responsável pela ARQUITETURA GASTRONÔMICA.  À primeira vista, também parece pretensioso, mas é indispensável.  Pratos, principalmente de um jantar, precisam combinar entre si.  Já fui a diversos almoços onde havia torta de galinha, lazanha de carne, arroz, carne assada, farofa, maionese.  E assim por diante. Aliás, é comuníssimo isso, principalmente em jantares/almoços que cada um leva uma coisa.   Pelo jeito, no restaurante dele o cardápio obedece certa arquitetura.   Parabéns.

Quem quiser conferir, o restaurante se chama  Limão Rosa Café.  A inauguração é hoje, a partir das 19 hs.  Endereço – R. Brigadeiro Galvão, 990. Barra Funda.  Fone 2506-7020.  Duílio também é adepto “do Nhoque da Fortuna” e hoje, dia 29, esse será um dos pratos.  Aliás, mês passado, comi nhoque da fortuna com ele e seus amigos no Gato que Ri.

Rapidamente sobre Nhoque da Fortuna. De acordo com  Lenda italiana,  em um dia 29, andarilho parou em uma casa humilde e pediu comida.  A família dividiu com ele o pouco nhoque que havia para o almoço.  O andarilho comeu e partiu.  Quando foram tirar o prato dele da mesa, havia moedas de ouro em baixo.  Daí, o costume de se comer nhoque no dia 29 com o prato sobre uma nota para trazer dinheiro.  Também sigo esse hábito/superstição.

1 pensou em “Engenharia e Arquitetura de Cardápio – Os Nomes Pomposos se Justificam. Novo Restaurante Promete

  1. Paulo, deliciei-me só de ler! O texto está ótimo e o tema me atrai. Conte depois suas impressões sobre o restaurante e. boa fortuna, com os nhoques dos dias 29! Beijos
    +++++++++

    Maria Inês,

    Bem legal o restaurante. Comida boa e gente divertida.
    Vale a pena um visita.

    Beijos

    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *