Minha Crônica “Pragas Contemporâneas” Recebe Menção Honrosa em Concurso de Literarutra

Crônica minha a respeito  de  pragas  que infestam lugares públicos nos dias de hoje  recebeu menção honrosa no Prêmio Sindi Clube de Conto, Poesia e Crônicas deste ano de 2013.

Leia e aponte se eu falo algo minimamente questionável.

Em tempo, trocaria, sem pensar uma vez e meia,  a “Honraria da Menção Honrosa” por viver entre  pessoas  que realmente soubessem se comportar em público,  sem agredir a retina e o sossego  alheios.  É  até mais  provável  eu ganhar o Nobel de Literatura do que ter esse meu segundo anseio realizado.  Infelizmente.

Lá vai a Crônica:

+++++++++++++++++++++++++++++++

Pragas Contemporâneas

Lucas Mendes, ao ser  entrevistado no programa  Fim de Expediente,  da Rádio CBN, em  março  deste ano,   contou vários episódios interessantes, inclusive sobre Paulo Francis. Francis, sujeito grandão,  com aquele mau humor charmoso e característico, quando via uns garotos mal-encarados por perto, fechava a mão, como se fosse dar um soco, e dizia:
– Sociologia tem hora, porra!!!

Mas esse fato ele não contou.  Entretanto, foi  bonito como   Mendes  descreveu o Rio de Janeiro do começo dos anos 60.
Disse que  será impossível reviver aquela época, quando as relações entre ele, que estava começando, e os grandes nomes do jornalismo eram absolutamente democráticas.  A vida era barata;  os restaurantes idem, além de glamourosos, com muitas mulheres interessantes – interessantes, não necessariamente bonitas –  e homens que brilhavam,   tanto em suas profissões, quanto  na boêmia (que todo mundo diz  boemia) de então.

Ele se esqueceu, ou falou em outro trecho do programa que eu não ouvi,  de alguns detalhes  primordiais  que impossibilitam  sobrevivência de  qualquer ínfimo resquício de  glamour  nos dias de hoje.

É impossível  haver atmosfera de   fascínio e ambiente civilizado  em bares e restaurantes com aparelhos de televisão.

Os percalços continuam.  As pessoas gritam ao celular.   Mesmo que não gritassem;  parodiando algo que já foi dito, o celular é o túmulo da urbanidade. É  desagradabilíssimo  estar ao lado de alguém, ainda que desconhecido, que ignora tudo ao seu redor e não se cansa  de falar em ritmo rápido   com um fantasma.

E continua. Há ainda as tais lâmpadas fluorescentes compactas, aquelas que nasceram com a crise de energia  – Apagão –  e prosperam até hoje. Elas emitem luminosidade horrorosa que fere  os olhos. Deveriam ser proibidas por lei, como diria a minha prima “Ciloca, carioca”. Aliás, proibido por lei deveria ser tudo que molesta a integridade do cidadão, por mais tênue que seja.

Bota Mick Jagger, Heleno de Freitas, James Dean,  Leila Diniz, Greta Garbo, John Mcenroe, Jim Morrison  e mais todas as pessoas que você considera mágicas, lindas,  fascinantes   em atmosfera  submetida a  essas três pragas (ainda que haja iluminação decente e fiquem apenas celular e tv ligada) e todo o encantamento  se esvai.

Dá para imaginar   uma nova Semana de Arte Moderna, ou  movimento menos retumbante, sendo concebida (o) e desfrutada (o)  em bares  onde as pessoas, para serem ouvidas, precisam gritar a fim de   vencer  os diálogos da novela na TV  e gente tagarelando  ao celular???

Sinceramente, eu não consigo imaginar!!!

Triste, muito triste.  Ao mesmo tempo,  pobre, muito pobre…
+++++++++++++++++++++++++++++++++++

Quiser conhecer os vencedores:

PRÊMIO SINDI-CLUBE DE POESIA, CRÔNICA E CONTO / 2013
RELAÇÃO DOS AUTORES E OBRAS PREMIADAS
P O E S I A
Primeiro lugar | Vicente Rággio | Vinícius | Club Athletico Paulistano
Segundo lugar | Luiz Carlos de Moura Azevedo – Sociedade Harmonia de Tênis – Meu amigo, Merece Negrito

Terceiro lugar | Cláudia Schimmelpfeng da Costa Coelho | Eu | Esporte Clube Pinheiros
Menções honrosas:
1- Magnos A. B. Castanheira | Caçador | Clube Esperia
2- Armando Salles Galbi | Consumatus est | Círculo Militar de São Paulo
C R Ô N I C A
Primeiro lugar | Carlos Augusto de Assis | Ela vai se casar | Clube Esportivo Helvetia
Segundo lugar | Eurico Cabral de Oliveira | Rumo ao centro | Anhembi Tênis Clube
Terceiro lugar | Hans Fruedenthal | Antes, e agora | Club Athletico Paulistano
Menções honrosas:
1- Ricardo Lahud | Ninguém morre no Fecebook | Club Athletico Paulistano
2- Paulo Mayr Cerqueira | Pragas contemporâneas | Sociedade Harmonia de Tênis
C O N T O
Primeiro lugar | Mário Lúcio Marinho | O velório da Rosa Preta | Continental Parque Clube
Segundo lugar | Érica Bombardi | Antes do fim | Círculo Militar de Campinas
Terceiro lugar | Giselda Penteado Di Guglielmo | Banco de Jardim | Club Athletico Paulistano
Menções honrosas:
1- Sandra Silvério | O Segredo de Marta | Esporte Clube Pinheiros
2- Suzana da Cunha Lima | O sétimo distrito | Clube Alto dos Pinheiros
3- Helo Belo Barros | Prelúdio | Club Athletico Paulistano

 

7 comentários sobre “Minha Crônica “Pragas Contemporâneas” Recebe Menção Honrosa em Concurso de Literarutra

  1. Parabéns, cara, você merece – mereceu – o prêmio , a honrosa menção. Sério: gostei de tudo.
    Abs!!
    ET: o tema daria um livro, rsrs
    +++++

    Vasqs,

    Elogio vindo de você, escritor sensível, tem muito mais valor.
    Fico mto contente.
    Agradeço a força de sempre.
    Abraços

    Paulinho das frases

  2. Paulo,
    Pragas em geral nos remetem às áreas rurais e essas às quais você se refere, são eminentemente urbanas Penso, no entanto, que elas migraram também para o campo. Esses maus hábitos,generalizados,estão muito bem retratados em sua crônica.
    Parabéns pela merecida premiação.
    Beijos
    +++++++++++++++++

    Maria Inês:

    Perfeito seu comentário. Sei que o mundo se transformou nisso, cidade, interior e litoral.
    Obrigado pela força de sempre.
    Beijos
    Paulo

  3. Falar em livro:Támbém gostaria de sugerir que nosso consagrado e premiado Blogueiro e Jornalista Paulo Mayr,realiza-se o sonho de seus fãs e seguidores do seu Blog.O de ver públicado um livro seu de:Frases,poesias,crônicas,poemas e muitas histórias.
    +++++

    Caro Cícero:

    Vou tentando, um dia sai.
    Abraços

    Paulo Mayr

  4. Parabéns Paulo, fruto colhido por sua dedicação de tempos.
    ++++++

    Caro Júnior:

    Obrigado pela força de sempre. Quero sempre contar com seu incentivo.
    Valeu mesmo!!!

    Abraços

    Paulo Mayr

  5. Paulo,
    comentários afiadíssimos e oportunos.
    Mas isso escrito por você já não é surpresa.
    Parabéns.
    ++++++

    Caro Rafael:

    Mesmo passando por esse momento difícil, vc não imagina como fiquei contente de reencontrá-lo.
    Legal vc ter gostado dos meu comentários a respeito do inferno que se tornaram os lugares públicos.

    Grande e contente abraço

    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *