Metrô 24 horas, ao Menos nos Fins de Semana

É híper  óbvio que a pauta de reivindicações dos  Movimentos Sociais desses dias tinha – e tem – que incluir considerável ampliação no horário de funcionamento de metrô, durante os dias da semana.  E mais,  de sexta para sábado e de sábado para domingo que os trens funcionassem/funcionem  ininterruptamente.

Não faz o mais mínimo  sentido impingirem  a lei do bafômetro a todos os motoristas (sejam eles responsáveis ou não) sem oferecer transporte público de qualidade, sobretudo durante os  fins de semana.

Certamente as autoridades que produziram a lei do bafômetro dispõem  , pagos pelos contribuinte, de automóvel e motorista dia e noite ou de uma bela verba para se locomoverem  de taxi.   E mesmo que não tenham essa regalia, não podem criar uma lei sem dar alternativa para o transporte da população ir em busca do  lazer  durante as noites de sexta, sábado e domingo.  Na verdade,  precisam garantir transporte público de qualidade a semana inteira.  Estuda-se horário, o mais  restrito possível,  para a manutenção do serviço  e o resto do tempo, metrô para lá e para cá, levando ao estudo, trabalho, mas também para o lazer  o cidadão, seja ele rico ou pobre, consumidor de vinho ou de cachaça.

Repetindo, é híper óbvio!!!

Autoridades, antes de começar a por obstáculos, lembrem-se da máxima do Boca:  o homem chegou à lua, há mais de quarenta anos e vocês não conseguem dar conta de tarefa de tão ínfima envergadura.  Empenhem-se, poos!!!

1 pensou em “Metrô 24 horas, ao Menos nos Fins de Semana

  1. Sou a favor dos Movimentos Sociais e do funcionamento do Metro por 24 horas.
    ++++++

    Caro Cícero:

    Legal saber que vc concorda comigo. Acho que nós estamos certos.

    Abraços

    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *