Carro e Fogos de Artifício – Sinônimos de Arma

Mil anos atrás, havia Campanha de Trânsito cujo slogan era: não faça do seu carro uma arma – a vítima pode ser você.

Trata-se do óbvio –  carro pode ser tão letal quanto uma arma.

A morte do Garoto de 14 anos ontem, Kevin Espada,  durante o jogo do Corinthians, em Oruro,  na Bolívia, atingido por um sinalizador,  mostra  que o mesmo se pode dizer a respeito de fogos de artifício.  O artefato teria sido lançado pela torcida do Corinthians.  Certamente,  uma fatalidade, provando que o manuseio de fogos é tão perigoso quanto o de  armas.

Brasil e Inglaterra em 1970.

Para comemorar o gol de Jairzinho,  que nos deu a magra vitória de 1×0, não tive dúvidas:  soltei um rojão potente.  Não tive dúvida na hora de acender.  Mas a sensação  foi de  que aquela porcaria  ficou acesa horas na minha mão.

Depois disso, já são mais de quarenta anos, nunca mais soltei um rojão.  Lógico que uma falha pode impedir que aquilo voe para o alto e exploda ali mesmo, causando danos irreparáveis.

Existe algum motivo tão espetacular no Planeta Terra  por cuja comemoração valha a pena correr tamanho risco???

3 pensou em “Carro e Fogos de Artifício – Sinônimos de Arma

  1. Torcida assasina. Sempre disse e continuo dizendo essa tal de amor pelo corinthians é coisa de desiquilibrado mental. Quebram aeroporto, matam uma criança, isso é amor???
    +++++++++++

    Caro Júnior:

    Lógico que é um absurdo alguém morrer em um estádio. Mas nem todo mundo que vai a estádio é estúpido ou assassino.

    Abraços

    Paulo Mayr

  2. Graças a Deus que eu não tenho o hábito de soltar fogos de artifícios.Por mais que seja seguro…uma hora a porca torçe o rabo e pode estourar na sua mão,ou em alguém que nada tem a ver.
    +++++++

    Caro Cícero:

    Faz muito bem.

    Abraços

    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *