Sereia – E o Assassino não foi o Mordomo – digo, o Político!!!

Nélson Motta, com todo o talento que a natureza lhe deu, obviamente, surpreende, como se deve,  ao apresentar, na prorrogação do terceiro  tempo, do  último capítulo, o assassino da Heroína de O Canto da Sereia.

Suponho que, como eu,  muitos apostariam muito que o mandante do crime fosse o Político.  Vício de brasileiro  esse de apostar no político relacionado ao mal.  Aliás, por que será, né????

Ficou infinitamente mais interessante a solução encontrada pelo autor: o que eu chamaria de “suicídio camuflado”,  muito mais frequente do que se possa imaginar.

No caso do seriado, o fato de esse suícido  ter se  travestido em crime-político, certamente será responsável pela idolatria da personagem – bela,  porém superficial e deslumbrada cantora de axé!!!

Parabéns a todos envolvidos na Produção da Série.  Que a próxima, sobre Gonzagão,  consiga ser tão excelente assim!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *