Convivência…

Acabei de escrever o útimo post, imediatamente, recebi por email o que está abaixo.

No bar
no bar 2
No Museu
Na praça
Na arquibancada
Namoro??? E com Boné!!!
Passeio Com os Amigos...

Agora, leiam isso:

“Temo o dia em que a tecnologia se sobreponha à humanidade. Então o mundo terá uma geração de idiotas”.

Sabe quem falou???  Albert Einstein

Deixo aqui o link do que acabara de escrever quando recebi o email, não  por me achar Einstein, apenas para mostrar exatamente o oposto.  Não precisa ser gênio para ver que o mundo está se tornando um lugar inabitável, eu diria “invivível”.

Se quiser ler, clique

3 pensou em “Convivência…

  1. Está ai a realidade atual. Semana passada fui a um aniversário de uma amiga, que tem marido, filhos, netos e muitos amigos. Coisa de zona rural, mesa comprida estendida debaixo de algumas árvores. Pois deveria ter lefvado uma máquina fotográfica. Cheguei a mesa estava completa, entrei pela ponta, e havia pelo menos tres metros (com gente dos dois lados da mesa), sentados lado a lado, frente a frente, ciscando no celular. Um silêncio tenebroso. Parecia uma nação de zumbis. Cruz credo!
    Mas ainda tem lugar que a coisa anda meio devagar, ou pelo menos, bem atrasada. Agorinha telefonei para um cartório de registro civil longe aqui da minha cidade para pedir uma certidão. Escuta só se não é coisa de louco. Disse que havia feito o depósito do valor que ela havia me pedido e mandado cópia do recibo por email. Dai a moço lá do cartório disse “A gente não abre email aqui, tem que mandar por fax”. Dai respondi “mas você mandou as orientações pelo meu email, porque não posso passar email para você”. Ai ela respondeu “porque é norma do cartório, a gente não abre email. Só fax.” Sou um cara calmo, respondi: “bem, tenho fax aqui, só que não uso há muito tempo, vamos ver se funciona, abra sinal de fax”. Ela mandou sinal de fax. Passei o fax. Esperei um pouco e liguei: “o fax chegou legível?”. “Vou verificar” – respondeu ela. Depois completou:”O que é Mal. Mal Deodoro?”. Respondi que Mal. era abreviação de marechal. Ela respondeu: “não aceitamos abreviações”. Calminho respondi: “pode escrever no envelope que chega pra mim, o correio sabe que mal. é abreviação de marechal”. Ela espantou-se… sim… espantou-se…”não, não, mande outro fax corrigindo para marechal”. Fiz o que ela mandou. Afinal vi que não adiantava discutir… ela ainda está… sei lá onde!

    Um abraço, Mayr
    +++++

    Esse é o velho Sidney, cujos comentários sempre dão graça especial ao Boca.
    Comente sempre, meu caro.

    Realmente virou, não uma nação, mas sim várias gerações de zumbi.

    Conheço um jovem de menos de 30, desde criança, sempre foi um príncipe de bem educado, sujeito de ótimo coração. Gosto muito dele e ele gosta muito de mim. Pois quando vamos jantar juntos, ele fica o tempo inteiro olhando aquela praga do “aifóde”. Uma amiga minha, meio famosinha, disse que só iria almoçar com o pessoal do trabalho dela, se durante o almoço, todos prometessem que não iriam ficar olhando os aifódes. Parece que excluíram minha amiga dos almoços seguintes.

    O mundo virou esse inferno mesmo.

    Grande abraço

    Paulo Mayr

  2. Infelizmente é o resultado do avanço tecnologico, e a decadência do ser humano…………………..
    ++++++++

    Caro Júnior:

    Não tinha verbalizado assim com essas suas palavras, mas tenho pensado sobre isso.

    Abraços

    Paulo Mayr

  3. O mundo que se diz globalizado,com as novas tecnologias,semeia um bando de homens inúteis para o futuro do Brasil.
    ++++
    Caro Cícero:

    Se serão inúteis para o futuro do Brasil, eu não sei. De qualquer fora, não me agrada nada essa maneira nova de as pessoas se encontrarem com os amigos e ficarem olhando a telinha desses smartphones a todo momento.

    Abraços

    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *