Personagens Arrogantes, Sem Escrúpulos e Ordinárias Não se Limitam à Ficção, Infelizmente!!!

Li Gabriela no colegial, há mais de cinco anos.  Brincadeira.  Faz muiiito tempo!!!

O formidável professor Mendonça,  de Português, no Santa Cruz, dava um livro por semana para ser lido e uma prova sobre cada livro.  Fazia questão de apresentar, de cara,  um resumão da obra, exatamente para que não nos prendêssemos ao enredo e obsevássemos os detalhes e, sobretudo, o estilo,   aspectos  literários, enfim.

Desse modo, mal me lembrava dos fatos; entretanto,  o versinho para Tunico Bastos, estava claro na minha cabeça. Se quiser ler o verso, clique

A respeito da morte dos coronel Ramiro Bastos (Antônio Fagundes)  e dos 30 anos de cana para coronel Jesuíno ( José Wilker), piada e frase.

Piada e teoria  para a morte do coronel Ramiro Bastos.

Sujeito vai cuidar do funeral  da sogra. Funcionário pergunta se quer enterrar ou cremar.

Resposta:

– Para garantir, é melhor os dois: crema e enterra.

Teoria sobre a maneira certa de enterrar a sogra:

– Enterrar de bruços.  Caso esteja viva e tente escapar, vai se afuncar mais ainda!!!

As duas situações se aplicam  ao coronel Ramiro Bastos.

Para ambas personagens – Ramiro Bastos e Coronel Jesuíno, frase minha  muito boa, sem falsa modéstia.

Lá vai:

– É importante que os filhos da puta se fodam, mas é fundamental que você (a gente) fique sabendo!!!

Vão com Deus para o diabo que os carregue personagens ordinárias, dissimuladas,  de ficção e  também os que não valem nada de carne e osso.  E eles são muitos!!! Não a maioria, que são pessoas boas; mas filhos da … existem em profusão!!!

1 pensou em “Personagens Arrogantes, Sem Escrúpulos e Ordinárias Não se Limitam à Ficção, Infelizmente!!!

  1. Paulo, desprezo seria a melhor coisa para essas pessoas, você esta muito bravo com alguém e credita nessa frase, estou errado?
    ++++++

    Caro Júnior:

    Essa minha frase é antiga. Realmente eu desprezo esse tipo de gente e tento aproveitar todos os abacaxis que tenho que descascar pela vida. Tem outra frase minha, não me lembro bem a redação, mas a idéia é essa, é mais ou menos assim que escrevi. “se a vida lhe dá um limão, faça uma limonada”, quando a vida me faz topar com um imbecil/uma imbecilidade, faço um frase”. A frase é mais ou menos assim e pode-se acrescentar que também faço frases quando a vida me faz topar com as pessoas ordinárias.
    Eu aproveito tudo.

    Obrigado pela força de sempre.

    Abraços
    Paulo Mayr

Deixe uma resposta para Junior Bataglini Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *