Falso Moralismo Estatelado na Série Gabriela.

Li Gabriela Cravo e Canela mil anos atrás, no Colegial.  Não me lembro dos detalhes,  a ponto de poder dizer se a adaptação para a TV, aliás excelente, foi fiel ou não.  De qualquer maneira, a Série agradou.

Legal como fica claro o falso moralismo.

Pelo menos uma  lição que se pode aprender com diversas personagens: desconfie de todos os excessos, principalmente dos excessos na rigidez.

Já dizia Vinicius na música Canto de Ossanha:  o homem que diz sou, não é; porque quem é mesmo não diz.

Ouça a música e vá se lembrando de todos/as   personagens moralistas filhas da puta de Gabriela  (os palavrões estão se tornando freqüentes.  É preocupante.  Será que não consigo me expressar sem eles???)

Aliás, ouça a música e vá se lembrando de todos os moralistas (sem adjetivos) que você conheceu ao longo de sua vida.

Canto de Ossanha, com Vinícius, Tom, Miúcha e Toquinho, clique aqui

1 pensou em “Falso Moralismo Estatelado na Série Gabriela.

  1. Já não se faz Gabriela Cravo e Canela como antigamente!!!Os tempos mudam e as novas versões,cada vez mais,ficam mais imoralistas e sem cultura nenhuma.
    ++++++

    Cícero:

    Eu estou gostando da série. E acho que está agradando a todos de maneira geral.

    Abraços

    Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *