Seguranças Violentos e Sem Preparo – Está Certo Isso???

Seis estudantes foram agredidos por Seguranças de boate do Itaim Bibi, zona oeste de S. Paulo,  na madrugada do Feriado, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública.  Um dos jovens foi internado no Hospital São Luiz.

Colo trecho abaixo do Portal G1 que relata a ocorrência:

“Segundo a secretaria (Da Segurança Pública), logo após pagarem a conta, os estudantes saíram por volta das 4h30 da casa noturna, na Rua Bandeira Paulista, quando se lembraram de uma garrafa já paga esquecida no local. Um funcionário disse que a garrafa havia desaparecido, contrariando informações de amigos do grupo, que localizaram a garrafa, dando início a uma discussão.

Quando os estudantes deixavam o local, de acordo com os secretários, o mesmo funcionário xingou Cardoso, expulsando todos do estabelecimento. Segundo os relatos, junto com outros seguranças do local, o funcionário começou a bater nos jovens. Cardoso teve de ser levado ao hospital pelos amigos. O rapaz sofreu uma lesão nos ossos da face.

O Jovem  teve de ser levado ao hospital pelos amigos. O rapaz sofreu uma lesão nos ossos da face. Segundo o boletim do hospital, seu estado é considerado estável. Ele permanecia internado, sem previsão de alta.”

Pelo que se pode concluir do relato da Secretaria da Segurança, os rapazes tinham todo o direito de levar a garrafa embora, já que pagaram por ela.  De acordo com o que ouvi no rádio, foi ato de extrema covardia, já que eram alguns seguranças batendo em um rapaz.

Está mais do que na hora de se estabelecerem  normas rígidas para o exercício da profissão de Segurança.  Não basta ser do tamanho de um armário e vestir terno preto.

Na minha opinião, deve-se estabelecer algum grau de escolaridade desse tipo de profissional, bem como a freqüência de cursos específicos.  Passadas essas etapas, o candidato deve ser submetido a testes psicológicos que o habilitem para a função.   E mais, tem obrigatoriamente que ser contratado para essa função.  E só poderão zelar pela segurança, principalmente de lugares com grande afluxo de público, comércio, casas de shows, boates, entre outros, aqueles que preencherem tais requisitos.

A fiscalização disso nem é tão difícil, ao menos na teoria.

Fiscal chega, vê sujeito do tamanho de um armário, com ou sem terno preto,  pede  para o gerente o registro daquele funcionário.  Supondo-se que o cara esteja registrado como técnico de computação,  será submetido a  uma provinha simples de computação (só abrir oukut, não vale – precisa saber um pouco de excell, word e demonstrar certa familiariadade com o equipamento).  Saiu-se satistafotriamente na provinha, parabéns.   Caso contrário, multa.

Outra medida, toda e qualquer ocorrência, que seja uma troca de desaforos, olha-se o registro do funcionário.   A  função é  de segurança, cobram-se os cursos, grau de escolaridade.  A função é outra, provas  de que sabe exercê-la.

Constatada qualquer irregularidade, multa.

Na prática seria tão fácil???  Certamente que não.

Entretanto, é muito mais difícil e dolorido ver atrocidades sendo cometidas por pessoas  que exercem funções para as quais não estão preparadas; podendo, inclusive, causar danos irreparáveis.

5 pensou em “Seguranças Violentos e Sem Preparo – Está Certo Isso???

  1. Existem coisas na vida profissional que nunca serão mudadas.
    E este assunto de seguranças de casas noturnas,é um grande problemas sem solução.

    Algumas coisas irregulares, que nunca serão resolvidas:
    1- seguranças residenciais,que trabalhão na rua ou em guaritas.
    2-Estacionamentos particulares,em diversas regiões da cidade de são Paulo.
    3- Pequenos parques de diversões.
    4-Pequenas boates e casas noturnas.
    5-algumas escolas de educação infantil.
    6- E muitas coisas mais…
    ++++++

    Caro Cícero:

    Criam-se leis, julgam os que descumprirem, os condenados cumprem as penas e quero ver se não muda.
    Você viu alguém fumando em lugares proibidos depois da lei anti-fumo??? Eu não vi!!!

    Abraços
    Paulo Mayr

  2. Existe coisas na vida profissional,que nunca serão mudadas.E este assunto de seguranças de casas noturnas,é um grande problemas sem solução.
    Algumas coisas irregulares, que nunca serão resolvidas:
    1- seguranças residenciais,que trabalhão na rua ou em guaritas.
    2-Estacionamentos particulares,em diversas regiões da cidade de são Paulo.
    3- Pequenos parques de diversões.
    4-Pequenas boates e casas noturnas.
    5-algumas escolas de educação infantil.
    6- E muitas coisas mais…
    +++++

    Cícero:
    Você repetiu 3 vezes o mesmo comentário. Acho que vc queria mesmo marcar sua posição.
    Vou deixar os três
    Abraços
    Paulo

  3. Existe coisas na vida profissional,que nunca serão mudadas.E este assunto de seguranças de casas noturnas,é um grande problemas sem solução.
    Algumas coisas irregulares, que nunca serão resolvidas:
    1- seguranças residenciais,que trabalhão na rua ou em guaritas.
    2-Estacionamentos particulares,em diversas regiões da cidade de são Paulo.
    3- Pequenos parques de diversões.
    4-Pequenas boates e casas noturnas.
    5-algumas escolas de educação infantil.
    6- E muitas coisas mais…
    ++++++++++
    Cícero:
    Você repetiu 3 vezes o mesmo comentário. Acho que vc queria mesmo marcar sua posição.
    Vou deixar os três
    Abraços
    Paulo

  4. Não, não, fiscalização é querer demais, quase tudo é informal hoje em dia, e convém não dificultar o emprego de caras grandões sem estudo. Depois acaba virando ladrão, assaltante, traficante, cafetão…

    É mais fácil o rapaz agredido registrar queixa pessoal contra o funcionário e processar o empregador do agressor para exigir uma indenização bem salgada.

    E faltou o mais importante: O NOME DA CASA. Eu quero saber aonda não ir quando quiser sossego, e aonde ir quando quiser descolar uma grana de indenização.
    ++++++++

    LM:

    Parte do que vc diz no primeiro parágrafo está certa. Acontece que os caras grandões sem preparo podem levar o cidadão comum para a cadeira de rodas. É triste, não é mesmo???

    Além disso, infelizmente, no Brasil não existe esse negócio de o cidadão processar, ganhar e receber uma bela grana. Se existisse, garanto que tudo ia andar muito mais nos trilhos. Afinal, as coisas só são entendidas quando atacam direto o órgão sensível: o bolso. Vc reparou como ninguém mais fuma onde é proibido???

    Nos meus textos aqui, muitas vezs fica faltando isso, aliás, o mais importante – o nome do santo, em geral do diabo. Como escrevo em cima do que leio e eventualmente em fatos que presenciei e não tenho como provar, não coloco o santo/diabo. Mas sempre que vc quiser saber quem é o diabo, me escreva que mando para seu email. Aliás, já fique com meu email paulomayr@uol.com.br. Já assumi aqui que sou um “ingrato” (risos): tão bem acolhido no Ig e continuo usando meu email do UOL. Na verdade, trata-se mais de uma certa resistência minha de se/me aprofundar nessas questões de informática que não sejam extremamente vitais para mim. De maneira alguma, é ingratidão.

    Grande abraço e bom fim de semana!!!

    Paulo Mayr

    1. Caro blogueiro “Paulo Mayr!!!

      È por isso que admiro tanto o seu talento,sua modestia e seu maravilhoso Blog…BOCANOTROMBONE”.
      Você, com sua simplicidade inteligência que a escola de Jornalismo lhe deu, procura colocar os fatos em seu blog e quando algum blogueiro,como nosso simpatico LM comenta,você esclarece,tira dúvidas,elogia e faz criticas na hora certa e com muito respeito.
      Estou e sempre estarei ao lado do seu blog,comentando nos seus artigos e ficando cada vez mais inteligente culturalmente a cada comentário e a cada artigo que vc edita.

      Meus parabéns,pela luta no dia a dia, em seu Blog.
      +++++++
      Caro Cícero:

      Muito obrigado. Para leitores como você, interessado e sensível, é que gosta de escrever. Continuo contando com seu carinho e apoio para o Boca.

      Valeu!!!

      Abraços

      Paulo Mayr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *