Em Paraty, Postes com Lâmpadas Impróprias e Saudades de Takaoka

Quando Paraty foi tomabada não havia, graças a Deus, risco de apagão e, menos ainda, as famigeradas lâmpadas frias e assassinas de hoje. Querer tochas com labaredas iluminando praças, vielas, igrejas e monumentos seria idiossincrasia minha. Um mínimo de bom senso e respeito pela estética, entretanto, pedem que essas lâmpadas sejam retiradas imediatamente, sobretudo,. dos postes “públicos’.
+++++++++++

Onde hoje se instala a boa pizzaria da Cidade, em Paraty, havia antes simpático bar Abel, com boa comida e bebida (R. do Comércio, 40). Nas paredes, diversos desenhos dos famosos Cavalos do pintor Japonês Takaoka, cujo centenário de nascimento foi comemorado em 2009. Agora, apenas dois deles estão nas paredes, os outros, segundo me disseram os responsáveis pela pizzaria, não resistiram ao tempo.

Há algumas décadas, o mesmo Takaoka fez o retrato de minha irmã. Nessas sessões, sempre havia um intervalo para os dois descansarem. Tomávamos um café e meu pai sempre lhe dava uma garrafa de vinho (obviamente, apenas uma gentileza que não tinha qualquer relação com o pagament do artista).

Aí, ele contava sempre a mesma piada: o italano, produtor de vinho, já no fim da vida, reuniu toda a família e, em tom solene, disse:

– Meus filhos, nesse mundo tem de tudo. Imaginem vocês que até de uva se faz vinho!!!

Agora, a parte curiosa. Enquanto conversava, pegava umas folhas sobre a mesa, um lápis e ficava desenhando cavalos. Conscenscioso (estou sem diciocnário e não sei se escrevi certo), para mostrar que havia apenas se divertido com a coisa e que não colocara ali sua técnica, assinava: Takaoka Brincou.

Décadas mais tarde, conheço seu filho e conto-lhe tudo isso. Ele pergunta se ainda tinha esses desenhos . Disse-lhe que guardei alguns. Ele diz:

– Que ótimo!!! Cada desenho desses vale hoje mais de R$ 1.500,00.

Essa conversa também tem muito tempo e os desenhos devemn valer bem mais do que isso. Agora, uma confissão: uns poucos eu até enquadrei; os outros, várias mudanças depois (e três mudanças equivalem a uma guerra) desapareceram

1 pensou em “Em Paraty, Postes com Lâmpadas Impróprias e Saudades de Takaoka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *