FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS E O LEÃO

Ouvi na CBN e leio na Internet que a Prefeitura de S. Paulo lançou ontem um Portal com nomes, cargos e salários de 162 mil servidores ““com exceção dos que trabalham na GCM (Guarda Civil Metropolitana – por questão de segurança – e outros dados das finanças municipais. Visando  dar maior transparência, a medida gerou protestos dos trabalhadores.” 

Segundo reportagem da Folha de São Paulo, dois sindicatos de servidores decidiram entrar na Justiça contra  a divulgação do salário por entenderem que a isso viola a privacidade e prejudica a segurança dos funcionários.

De acordo com o que ouvi na rádio, outro motivo de revolta seria a publicação do horário a ser cumprido e o local em que cada funcionário dá expediente.

Sem entrar no mérito de que o funcionalismo ganha muito ou ganha pouco, menos ainda sem a mais tênue intenção de desmerecer quem quer que seja,  o fato me lembrou duas historinhas:
A primeira, um clássico, é do funcionário que chega de manhã, pendura o paletó na cadeira e se manda da repartição.  Quando alguém pergunta por ele, os colegas informam:
– Deve estar por aí.  Olha o paletó dele.

A segunda história. 
Havia um leão solto na repartição.  O leão comeu  a secretária e ninguém desconfiou de nada.  O leão comeu o diretor e ninguém imaginou coisa alguma.  O leão comeu o superintendente e nada de levantar qualquer suspeita.
Quando o leão comeu o homem do cafezinho, descobriram  que havia um leão solto na repartição!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *