Arquivo da tag: Político.

Microconto – Por óbvio

Há cerca de um mês, participo de  grupo de escritores que se propõem a produzir textos a partir de palavras sugeridas.  Tenho levado a sério a coisa e escrito – microcontos, claro.

A palavra de Hoje é Ambivalente. Lá vai o que escrevi:

Título – Por óbvio

Tamanha ambivalência,   que político perto dele se transformava em ser cristalino. Lógico, acabou entrando pra política!

128 dígitos – Incluindo o Título.

 

Experiente Jornalista, Mas Desconhecia que Não Existe Jantar Grátis!!!

Para o Amigo Fernando Pawwlow, que gosta dos meus casos, sobretudo os que envolvem jornalistas e políticos.

++++++++++++++++++++

Paulo Maluf é o Paulo Maluf que você conhece.

Diolauc Omarba foi  cronista político  de imenso prestígio.

Era uma mesa redonda com alguns  jornalistas famosos, entre eles Omarba, que entrevistavam Maluf.  Muito provável que todos os jornalistas tenham  recebido  belíssimos cachês.  Afinal, ter nome associado a Maluf e ficar sujeito  às afirmações  do político é tarefa nada agradável.  Mas tudo tem um preço.  Omarba devia saber disso.

Lá pelas tantas,  Maluf, sem a menor cerimônia, ao falar  sobre as dificuldades enfrentadas  por imigrantes,   pede textualmente  o endosso do prestigiado jornalista.  E diz:

– Imigrantes sofrem, não é mesmo  Omarba????

Indignado,   ele  responde:

–  Eu não sou imigrante, minha família é de refugiados políticos!!!  Imigrante é você!!!

Bem feito!!!  Foi fazer pano de fundo pra Maluf e queria o que???

A expressão da moda é:  não existe jantar grátis.  Ora, ainda que a expressão não tivesse sido criada naquele tempo,  será que o experiente Omarba não sabia disso???

Ao Contrário do João Bobo, Não Pára Em Pé!!!

Instrutor de Moto ao aluno, no começo da noite, na Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu:

– Ela não fica em pé nunca, você é que “deixa ela” em pé.

Jô Soares disse algo muito parecido:

– Moto foi feita para cair, ela até fica em pé, mas sua tendência natural é cair.

Chega a dar  medo.

Sem contar que o  para-choque é sua perna/joelho  e você deixa a vida nas mãos de motoristas imprudentes, que, sem sinalizar, sem nada, resolvem virar em uma rua ou mudar de faixa.

Bicicleta, mais ou menos idem.  E pensar que  alguns  políticos propõe como alternativa de transporte em  metrópoles  gigantes, sem qualquer infraestrutura, minimamente decente!!!

Coleção Inusitada!!!

No Centrão, da cidade, não da política, graças a Deus, próximo à Estação São Bento, o Bar Café Estação SP  traz algumas frases instigantes  em suas paredes.

A primeira delas, aliás, com político no meio:

“Errar é Humano, culpar outra pessoa é política.”

A outra, do saudoso Chico Anísio.    É ótima.  Discorde se for capaz:

“Quem é casado há quarenta anos com Dona Maria não entende nada de casamento, entende de Dona Maria.  De casamento  entendo eu, que já tive seis.”