Ministra do Trabalho Condenada Pela Justiça do Trabalho, Era o que Faltava

“A nova ministra do Trabalho, Cristiane Brasil”, filha do já famoso Roberto Jefferson, “foi condenada em 2016 a pagar divida trabalhista de R$ 60,4 mil a um motorista que prestava serviços para ela e para sua família, conforme decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT1) confirmada em segunda instância.”

Frase de domínio público: “No Brasil, a falta de consciência profissional é tão grande que traficante cheira e puta goza.”  Completei com cena que presenciei “e eu vi um bilheteiro raspando uma raspadinha.

“Uma das razões, entre outras, é que a carga horária do funcionário era de cerca de 15hs por dia, de acordo com o juiz Pedro Figueiredo Waib, que condenou em primeira instância.”

Tratava-se de um motorista faz tudo. Aí é a tal história, quem nunca comeu melado…

Alguém precisa de motorista 15 horas por dia?

Bilheteiro raspando raspadinha é problema dele, agora Ministra do Trabalho  condenada pela Justiça do Trabalho já é muito demais da conta.  Dá pra discordar?

2 comentários sobre “Ministra do Trabalho Condenada Pela Justiça do Trabalho, Era o que Faltava

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *